Almaúnica no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves

Vale dos Vinhedos Bento Gonçalves – A Toscana Brasileira

Se você gosta de natureza, é apreciador de boa gastronomia e belas paisagens, nem precisa gostar de vinho para curtir o Vale dos Vinhedos – a Toscana Brasileira. Localizado no nordeste gaúcho, este é o melhor destino de enoturismo do Brasil e compreende o triângulo formado entre Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. É uma combinação perfeita de passeio para quem visita Gramado, pois fica a apenas 2h da famosa vizinha. O turismo na região tem crescido muito nos últimos 20 anos, com investimentos contínuos na melhoria da estrutura. Tudo isto para tornar sua viagem para o Vale dos Vinhedos uma experiência sensacional.

Colonizada no final do séc. XIX principalmente por imigrantes italianos, sofreu sua influência na cultura e gastronomia. Nos restaurantes, você encontrará excelentes massas, galetos com polenta e sopas. A presença deste povo também foi decisiva para o desenvolvimento da cultura de vinhedos no vale. Muitas das vinícolas foram fundadas por italianos e pertencem a suas famílias até hoje.

Índice

Quando Ir
Como Ir
Onde Ficar em Bento Gonçalves
Como se Deslocar
Melhores Vinícolas do Vale dos Vinhedos
Casa Valduga
Aurora
Chandon
Miolo
Almaúnica
Larentis

Quando Ir

Como as estações do ano são bem marcadas, a decisão de quando ir dependerá do estilo de viagem e o que pretende fazer.

As baixas temperaturas do inverno convidam à degustação dos vinhos produzidos na região, acompanhados por boas massas e fondues. Por outro lado, os vinhedos estarão em hibernação, secos e sem folhas, e a paisagem não estará tão bonita. Mesmo assim, é altíssima temporada. As pessoas ficam mais elegantes e os ambientes mais românticos com as lareiras acesas.

Como a época de colheita ocorre no verão, estes são os meses mais animados. Além da grande quantidade de visitantes atraídos pelo Natal Luz de Gramado, há festas todos os finais de semana em comemoração à vindima (colheita de uvas). Como atrativo adicional, é o período em que as hortênsias florescem, colorindo a região de azul.

Primavera e outono trazem a combinação de duas coisas que valorizamos muito ao definir nossas viagens: hospedagens com bom preço e menos turistas. Para complementar, temperaturas amenas e a paisagem mais colorida, pelas flores ou pelo avermelhado das folhas.

 

Como ir

A região fica a aproximadamente 120 km de Porto Alegre e a melhor alternativa é ir de avião até a capital gaúcha. Se possível, alugue um carro, pois será a melhor forma para explorar a região e conhecer as vinícolas. As estradas são boas e os acessos bem sinalizados. Se preferir ir de ônibus, há opções do aeroporto até Bento Gonçalves e Garibaldi. Uma viagem para o Vale dos Vinhedos também pode ser uma boa opção de bate-volta a partir de Gramado, pois o vale fica a pouco mais de 100km.

 

Onde Ficar em Bento Gonçalves

Como os vinhedos são as principais atrações e ficam na zona rural, relativamente distantes entre si, a localização da sua pousada por hotel não fará muita diferença. Nossa sugestão é que fique fora dos centros e aproveite a tranquilidade do campo. Se possível, tenha uma experiência completa na Toscana brasileira e hospede-se em um dos complexos das vinícolas, que disponibilizam charmosas pousadas.

A Pousada Terragnolo também recebe seus visitantes em acomodações instaladas no coração da vinícola. Além da vista privilegiada, o ambiente confortável, tranquilo e acolhedor faz com que os hóspedes sintam-se em casa. As suítes possuem banheiras de hidromassagem, algumas em uma sacada de vidro com vista para o vale.

A pousada Don Giovanni fica a 12km do centro da cidade, em um dos pontos mais altos de Bento Gonçalves. É um lugar aconchegante, restrito a apenas 7 apartamentos localizados em um casarão construído em 1930 e uma ampla cabana. A vista para os parreirais e para o açude da vinícola encanta seus visitantes.

As pousadas da Villa Valduga contam com 24 acomodações batizadas com o nome dos vinhos da marca. No melhor estilo rústico chic, oferecem a seus hóspedes quartos amplos e confortáveis, além de primar pelo bom atendimento e gastronomia. Alguns dos pontos altos da estadia são a bela vista dos parreirais e o café da manhã, farto e diversificado. Pães, bolos e biscoitos produzidos na própria casa são servidos diariamente com espumantes.

Fora das vinícolas, mas bem em frente à Miolo, o Hotel & Spa do Vinho é uma das maiores e mais luxuosas opções. Da renomada rede Marriott, a estrutura do spa é reconhecida como uma das melhores do país, contando com piscinas, saunas e trilhas. Os quartos são amplos e a maioria conta com lareira e vista para os vinhedos.

 

Como se deslocar

Se você estiver explorando a região por conta própria, terá dificuldade em passear entre as vinícolas caso esteja sem carro. Como as distâncias são grandes e o transporte público deixa a desejar, a melhor opção é dispor de um automóvel, próprio ou alugado. Caso não seja possível, verifique a disponibilidade de transfers organizados pelas próprias vinícolas ou contrate tours através de agências de receptivo.

 

Melhores Vinícolas do Vale dos Vinhedos

O Vale dos Vinhedos foi a primeira região do Brasil a receber Indicação Geográfica, de Procedência e Denominação de Origem. Amantes de vinho sabem que vinícolas aprovadas para utilização destes selos estão sujeitas a um rigoroso processo de controle de qualidade, do cultivo à produção .

A região possui rótulos premiados de tintos, brancos e espumantes. Você encontrará no vale mais de três dezenas de vinícolas, de diferentes portes e especialidades. Em muitas, há a possibilidade de participar de visitas guiadas para conhecer o processo produtivo e degustação ao final. As lojas próprias oferecem toda a gama de produtos das marcas.

As mais estruturadas oferecem também cursos de degustação de vinhos, assim como almoços e jantares harmonizados. Procure nos sites oficiais informações sobre duração, disponibilidade e preços. Veja abaixo nossas sugestões de algumas vinícolas a serem visitadas.

 

Casa Valduga

Esta renomada vinícola foi a primeira a abrir suas portas ao público. Sua estrutura é de tirar o chapéu e não fica devendo em nada para as belas vinícolas da Toscana em visual. Pousada, restaurantes e uma boutique onde todos os produtos da casa são comercializados compõe o complexo. Seus espumantes merecem destaque, estando entre os melhores do vale.

As visitas guiadas passam pelos parreirais, processo produtivo e caves subterrâneas da empresa. Ocorrem diariamente, das 9:30h às 16:30h de segunda a sábado e até as 15:30h aos domingos e feriados. Não há agendamento prévio e o atendimento é realizado por ordem de chegada. Os tours duram aproximadamente 1:30h e custam R$ 40 por pessoa, com direito a degustação de dois vinhos tintos, um branco e um espumante. Há também a possibilidade de realizar cursos de degustação e harmonização, além de experiências diferenciadas. Consulte o site oficial para mais informações.

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

Em nossa opinião, o rodízio de massas do Restaurante Maria Valduga é uma atração imperdível. Além de pratos deliciosos, tem serviço perfeito e ambiente acolhedor, com música de piano ao fundo. Experiência sensacional em todos os aspectos. Aberto de terça a domingo, das 12h às 15h.

 

A 1 km da sede fica a Casa Madeira, também pertencente ao grupo, com um restaurante italiano muito bom e uma loja para degustar e adquirir todos os produtos da marca.  Você encontrará vários tipos de sucos, geleias, antepastos, chás, balsâmicos e pimentas. Também vale a visita.

 

Aurora

Maior e mais premiada vinícola do país, é na verdade uma cooperativa fundada em 1931 que reúne mais de 1.100 famílias associadas atualmente. A produção anual passa de 50 milhões de quilos de uva e 38 milhões de litros de vinhos e sucos. Chama atenção pelas modernas tecnologias aplicadas em seu processo produtivo. É possível agendar previamente o tour guiado pelo site oficial. Disponível de segunda a sábado das 8:15h às 17:15h, e domingo até as 11:30h.

 

Chandon

Conhecemos a Moët & Chandon francesa em nossa visita à região de Champagne (leia sobre a visita neste post). Nosso primeiro aprendizado foi que pronunciamos o nome errado a vida inteira: o correto é Moét, não Moêt. Em Garibaldi, a subsidiária da tradicional marca destaca-se entre as produtoras de espumantes. Instalada no Brasil em 1973, é líder absoluta deste tipo de bebida em nosso país. Seu segredo consiste em harmonizar em seu espumante vários tipos de uva e safras com equilíbrio.

A visita inclui os vinhedos, apresentação do processo de elaboração e degustação dos espumantes. É necessário agendar com antecedência por email ou telefone, pois os tours são concorridos e realizados para grupos pequenos. Você poderá comprar produtos da marca em uma pequena loja na saída. A visitação ocorre de segunda a sexta, das 8:30h às 17h, e sábados das 9:30h às 15:30h. Mais informações diretamente no site da Chandon.

 

 

Miolo

Líder no mercado de vinhos finos no Brasil, produz mais de 100 rótulos reconhecidos pela alta qualidade. A sede da Miolo fica em uma propriedade ampla, bonita e muito bem cuidada. Apenas pelo visual externo já valeria a pena, mas a visita guiada permite conhecer toda a estrutura, que conta com parreirais, salas de degustação e as caves. Os tours são realizados diariamente, das 9h às 16h, duram 1h e custam R$ 30 por pessoa.

Para os amantes de vinho, há grupos especiais acompanhados por enólogos que, além de apresentar as instalações e explicar o processo produtivo, dão dicas para degustação e harmonização. A experiência custa R$ 90 por pessoa e você recebe um manual de vinho como cortesia. Qualquer que seja a experiência de visitação escolhida, você terá R$ 10 de desconto na compra de produtos na loja da vinícola. Mais informações no site da Miolo.

 

 

Almaúnica

Esta vinícola encanta seus visitantes desde a chegada. O prédio envidraçado da sede se destaca no alto do terreno, em meio aos parreirais. Uma das empresas mais novas do Vale dos Vinhedos, combina tradição familiar a modernas técnicas de produção. Seus fundadores pertencem à família Brandelli, que dá nome a uma das vinícolas mais antigas de Bento Gonçalves. Decidiram seguir caminho próprio e estão tendo muito sucesso na produção de vinhos finos e espumantes diferenciados.

As visitas guiadas acontecem de segunda a sábado, das 10h às 16h. Você pode optar por vários tipos de degustação que, dependendo da quantidade e qualidade dos vinhos, varia entre R$ 30 e R$ 80, podendo chegar a 12 rótulos. É possível apenas degustar os produtos na charmosa boutique local. Mais informações no site da Almaúnica.

 

 

Larentis

Esta tradicional vinícola preza muito pela qualidade dos produtos e pelo atendimento a seus visitantes, em cada detalhe. A empresa investiu muito em equipamentos e modernas técnicas, do cultivo das uvas à produção. Seus vinhedos estão entre os mais bonitos da região e, entre Setembro e Março, a vinícola promove picnics em seus parreirais. Os visitantes recebem pães, frios, geleias e um vinho ou espumante para serem apreciados sobre uma característica toalha xadrez.

 

Entrada da Vinícola Larentis na Toscana Brasileira em Bento Gonçalves
Entrada da Vinícola Larentis

 

Para indicações sobre Onde Comer no Vale dos Vinhedos, acesse este texto delicioso do Casa de Doda. A querida jornalista Marcia Pessoa conhece bem a região e traz dicas testadas e aprovadas de bons restaurantes. Passe por lá para tornar sua viagem para o Vale dos Vinhedos ainda mais gostosa.

Acredite em nós: você merece passar uns dias por lá! Independente do estilo de viagem, com certeza encontrará bons motivos para se apaixonar e fazer deste um de seus roteiros preferidos em nosso país.

Este artigo não foi patrocinado por nenhum parceiro. Nós adoramos visitar vinícolas por onde viajamos e esta experiência em Bento Gonçalves, na chamada Toscana Brasileira foi muito prazeirosa.

 

Banner da Viajanet para o Suas Próximas Viagens

Veja também nosso outro artigo com dicas sobre a Serra Gaúcha – Gramado e Canela.

 

Serra Gaúcha – O melhor de Gramado e Canela

 

Um passeio surpreendente e não muito distante desta região é Joinville. Merece uma esticadinha.

 

Joinville – Cidade dos Príncipes, Flores e Dança

 

 

Se é um apreciador do Enoturismo, considere planejar uma viagem para Napa Valley na Califórnia. Irá se surpreender.

Napa Valley – The Wine Country

 

Se gosta de viajar para as montanhas e locais com uma atmosfera estilo europeu, veja também nosso artigo sobre Campos do Jordão em São Paulo

O que Fazer em Campos do Jordão

 

 

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

 

 


Booking.com

 

PLANEJANDO SUA VIAGEM 

Planeje sua viagem através do Suas Próximas Viagens. Nossos Parceiros são os mais conceituados do mercado, oferecem serviços de qualidade e são referência em suas áreas.

Nós frequentemente usamos estes serviços em nossas viagens e recomendamos. Em muitos artigos, deixamos de mencionar diversas empresas, pois não tivemos boas experiências com elas. Nosso objetivo é ajudar você a planejar suas próximas viagens para que sejam sensacionais!

 
  • HOSPEDAGEM →  Você encontrará as melhores opções através do booking.com 
  • PASSAGEM AÉREA →  Pesquise e Compre Passagens aéreas com a viajanet 
  • ALUGUEL DE CARRO →  Alugue um carro com facilidade e segurança na rentcars.com 
  • SEGURO VIAGEM → Viaje mais tranquilo e com segurança com a Seguros Promo  

9 Comments

  1. É um roteiro muito bom no RS! Super bem descrito por vocês! Nós fomos a vergonha das vinícolas, degustando suco de uva ao invés de vinho… mas foi o melhor da minha vida!!!

    • É sempre um prazer receber sua visita!
      O importante é que você gostou, do passeio, dos sucos e da nossa sugestão de roteiro! Se tiver alguma dica adicional, compartilhe com a gente!

  2. Sempre fico adiando visitar essa região, mesmo já tendo ido 3x à Gramado.
    Mas depois dessas dicas acho q não é mais hora de adiar.
    Obrigada pelo post!

    • Aline, ficamos felizes por inspirá-la a incluir o Vale em seu roteiro. A região é linda, principalmente na época da colheita. Mesmo quem não gosta de vinhos ou está com crianças se encanta pelos vinhedos, construções e culinária. Temos certeza que vai adorar!

  3. Que bom receber sua visita! Ao escrever sobre um destino, pensamos principalmente sobre quem vai ao local pela primeira vez. Desta forma, um elogio de quem conhece bem a região sempre vale mais. Lendo seu comentário, nos demos conta que faltaram dicas sobre onde comer, que você conhece bem!!! Por isto incluímos o link para seu texto, que é uma delícia e vai ajudar no planejamento da viagem dos nossos leitores também 😉

  4. Oi Sílvia! Excelente post. Completinho! Realmente, o Vale dos Vinhedos pode ser considerado a nossa Toscana. Paisagens belíssimas, vinhos estrelados, comida, ahh a comida!!! Só de lembrar da água na boca 🙂 Um passeio que recomendo e que repito, sempre que vou ao RS e tenho tempo de subir a serra. Beijos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*