Imagem do Portal de Campos do Jordão

O que Fazer em Campos do Jordão

Campos do Jordão é uma charmosa estância climática, com ares de montanha e belas paisagens da Serra da Mantiqueira. Eclética, agrada aos mais diversos públicos, sendo um ótimo destino para uma escapada romântica, passeios com amigos ou mesmo férias com as crianças. Se você gosta de natureza, esportes radicais, boa gastronomia, eventos culturais, baladas ou compras, encontrará bons motivos para subir a serra. Como pode ver, há muito o que fazer em Campos do Jordão.

Com fama de sofisticada, na verdade oferece também atrações gratuitas ou bem em conta. Entretanto, as opções de hospedagem têm preços elevados, especialmente em feriados prolongados e na alta temporada. Aliás, durante o inverno tudo torna-se mais caro e a cidade fica lotada.

Também conhecida como Suíça brasileira, na realidade sua maior influência foi germânica, em função da grande quantidade de imigrantes alemães. Estabelecidos na cidade a partir do início do século passado, foram os responsáveis pelo desenvolvimento hoteleiro da região. Esta ascendência se reflete principalmente na arquitetura enxaimel, na culinária e no gosto por boas cervejas (que sorte a nossa!).

 

 

Porém, a cidade tem várias outras referências europeias, seja na culinária, arquitetura ou moda. Campos é de um charme único, sinônimo de gente bonita e bem vestida. Durante as férias e feriados de inverno, é o lugar mais badalado do Estado de São Paulo e um dos principais destinos do Brasil. É a principal passarela para quem quer ver e ser visto, em um verdadeiro desfile de casacos de couro, sobretudos e acessórios de inverno de grifes famosas.

Em nossa opinião, o melhor de Campos do Jordão são suas belezas naturais. A natureza da região é privilegiada, repleta de araucárias, pinheiros, hortênsias e muitas áreas nativas, nascentes e lagos. Não à toa, mais de um terço de sua área é preservada e protegida.

 

 

Onde fica Campos do Jordão

Campos do Jordão fica no interior de São Paulo, na Serra da Mantiqueira. Com fácil acesso pelas Rodovias Ayrton Senna (SP 70) e Presidente Dutra (BR 116), está a 175 km de São Paulo (2:15h sem trânsito) e 325 km do Rio de Janeiro (4:15h). É a cidade mais alta do Brasil, com 1.628m de altitude. Não há aeroportos próximos e a melhor forma de chegar é de carro, o que também facilita para explorar a região.

 

Mirante da Serra da Mantiqueira em o que fazer em Campos do Jordão
Mirante da Serra da Mantiqueira

Quando Ir

Há muito o que fazer em Campos do Jordão durante o ano inteiro, dependendo do seu estilo de viagem. A estância está para as férias de inverno dos paulistas assim como as praias do litoral norte estão para as de verão. Nesta época, é comum encontrar temperaturas mínimas próximas a 0oC, especialmente à noite e nos pontos mais altos da cidade.

A alta temporada, na verdade, tem início em pleno Outono. Começa no feriado de 21 de abril e estende-se até o de 7 de setembro. O pico, obviamente, ocorre durante o mês de julho, quando a cidade ferve – neste caso, não literalmente. Os dias frios, secos e ensolarados são um convite para explorar as belezas naturais da região. Além disso, há o Festival Internacional de Inverno, com concorridos concertos de música clássica. Os plátanos ficam avermelhados e contrastam com o azul do céu, tornando as paisagens únicas.

Durante o verão a cidade apresenta temperaturas amenas, chuvas e é bem mais tranquila. A exceção deste período fica por conta das festas de final de ano, quando muitos procuram a cidade para escapar do calor e movimento nas praias. Fora isso, a cidade mantém o charme, sem a muvuca da alta temporada. É quando florescem as hortênsias, emprestando à cidade vários tons de azul e lilás.

 

Imagem das Hortênsias em Campos do Jordão
Hortênsias em Campos do Jordão

 

Clima em Campos do Jordão

A região tem clima temperado, mas em função da altitude a cidade é reconhecida como um dos destinos mais frios do país. E com razão: no auge do inverno, as mínimas ficam em torno dos 3oC e não é raro apresentar temperaturas negativas, especialmente à noite e nos pontos mais altos da cidade. Como referência, a temperatura é 8oC abaixo da capital, em média.

Nos últimos 10 anos, a menor temperatura registrada foi de -3,8oC em 2013, mas apesar disso, não neva mais na cidade. Até certo ponto comum no século passado, o fenômeno deixou de ocorrer a partir da década de 60, em função da urbanização de Campos.

Na alta temporada, inverno na região, a cidade apresenta máximas de 18oC e raramente chove durante este período. Já o verão traz temperaturas amenas, entre 10oC e 23oC, mas com chuvas pesadas no final da tarde quase diariamente. Entretanto, estivemos na cidade em janeiro de 2019 e, para nossa surpresa, pegamos quase 30oC na cidade.

 

 

Como se deslocar  

Apesar de contar com transporte público, a distância entre as atrações é grande e explorar a cidade de carro é a melhor opção. Além disso, a topografia é bastante irregular, o que dificulta conhecer a cidade a pé. Caminhadas são recomendadas apenas para explorar o centrinho de Capivari.

Se considerar alugar um carro, consulte a rentcars.com que irá lhe apresentar as melhores ofertas ainda poderá parcelar o pagamento.

Link Rentcars Suas Próximas Viagens

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

 

 

Porém, há várias opções interessantes para desbravar esta linda região. Você encontrará alternativas de locação por hora para passeios a cavalo, bicicleta, scooters e até quadriciclo (nosso preferido!). São várias empresas em Capivari e vale se informar com antecedência sobre roteiros, duração e condições.

 

Quadriciclos e UTVs

Nossa recomendação é a Campos do Jordão Quadriciclos, que oferece passeios em equipamentos novos para vários pontos da região. A duração varia entre 30 min e 3h, dependendo do trajeto. No mais longo, você percorrerá quase 35km e chegará até o belo Pico do Itapeva, a mais de 2.000m de altitude, onde encontrará uma vista sensacional da região. Não é necessária experiência anterior alguma e é bem fácil pilotar. Antes do passeio, o instrutor que o acompanhará vai passar as instruções básicas. É obrigatório o uso de capacetes durante a experiência.

A novidade para este tipo de passeio são os UTVs, pequenos jipes com capacidade para até 4 pessoas. O atendimento é ótimo e podem ir buscá-lo em seu hotel, sem custo adicional. Av. Pedro Paulo, 3200 (caminho para o Horto Florestal).

 

 

Bondinhos e Trenzinhos

Outra opção muito legal, principalmente para quem estiver com crianças, é o Bondinho Turístico Urbano. O icônico trenzinho faz parte da estrutura da Estrada de Ferro de Campos do Jordão. Inaugurada no início do século passado, foi de grande importância para o desenvolvimento da cidade. Era utilizado principalmente para levar a Campos pessoas com doenças respiratórias, em busca de tratamento no ar puro da região.

Atualmente, os bondinhos saem da estação Emílio Ribas, no centro de Capivari, passando pelo bairro Abernéssia e chegando próximo à entrada da cidade. É um agradável passeio em típicas máquinas centenárias em estilo inglês e bancos de madeira. O trajeto dura apenas 1h e percorre 8 km entre ida e volta.

 

 

Já os tradicionais Trenzinhos da Montanha saem da praça de Capivari e oferecem roteiros e tempo de duração distintos. Passam por vários bairros da cidade e vão até pontos turísticos como a Ducha de Prata e o Amantikir. Com capacidade para até 30 pessoas, o próprio motorista atua como guia e vai narrando curiosidades regionais. Nós não curtimos, mas pode ser um passeio legal para quem está com crianças.

 

Imagem do Trenzinho da Montanha em Campos do Jordão
Trenzinho da Montanha

 

Campos do Jordão – Pontos Turísticos

 

Portal da Cidade

O Portal de Campos do Jordão, construído em estilo alpino, é um dos pontos mais fotografados e a primeira impressão que terá da cidade. Possui pequenas cabines com distribuição de Guias Turísticos informativos sobre atrações, hospedagens, restaurantes e muito mais. Funciona diariamente das 8h às 18h.

 

Teleférico de Campos do Jordão

Uma das atrações mais populares, fica bem no centro da cidade, com entrada a partir do Parque de Capivari. O teleférico de Campos foi o primeiro em nosso país, inaugurado em 1970, e é o mais alto construído no Brasil. As 74 cadeirinhas chegam a 160m do solo e percorrem 560m até o alto, sustentadas por cabos de aço.

É um passeio de 5 minutos por trajeto, tendo como prêmio uma vista privilegiada da região central a partir do Morro do Elefante. Na alta temporada, recebe em média 1.000 visitantes diariamente.

Para fazer o passeio, as crianças devem ter mais de 12 anos ou 1,40m. Aberto de quarta e segunda, das 10h às 17h. Ingresso ida e volta R$ 17.

 

Imagem do Teleférico em Campos do Jordao Pontos Turisticos
Teleférico


Seguros Promo

 

Morro do Elefante

Passeio clássico em função da vista panorâmica da cidade, o morro recebeu este nome em função de seu formato. Ainda que tenha medo de altura e prefira evitar o teleférico, poderá chegar ao topo de carro ou trenzinho. No alto, a 1.800m de altitude, há o Parque dos Elefantes, uma atração simples com algumas informações sobre a espécie que costuma agradar os pequenos.

Uma pena que a construção do alto do morro esteja abandonada há mais de 3 anos. O local, que já abrigou o Gabinete do Prefeito, uma boate e um restaurante, foi incendiado em novembro de 2015. Até o momento, restaram apenas os escombros nesta área nobre.

 

Imagem da Vista de Campos do Jordão desde o Morro do Elefante
Vista de Campos desde o Morro do Elefante

 

Pedalinhos

No centrinho, ao lado da entrada do teleférico, fica o lago de Capivari. É onde você encontrará uma das atrações mais tradicionais da cidade, os 16 pedalinhos em forma de cisne. A atração foi totalmente reformulada em 2013, com novo paisagismo e a adoção de medidas adicionais de segurança. As crianças adoram!

Aberto de quarta a segunda, das 10h às 17h. Ingressos a R$ 17 por cisne a cada 10 minutos.

 

Imagem dos Pedalinhos nos Pontos Turísticos em Campos do Jordão
Pedalinhos

 

Horto Florestal

Apesar do nome oficial ser Parque Estadual de Campos do Jordão, mesmo as placas indicativas do caminho referem-se a este espaço como Horto Florestal. A 13km de Capivari, este espaço é perfeito para quem busca descanso em meio à natureza.

O Parque possui uma área belíssima de Mata Atlântica preservada, equivalente a 83km2 ou um terço de toda a área do município. Sua exuberante floresta é o maior expoente da beleza da região, com predominância de araucárias e outras coníferas. Há também quase 200 espécies de pássaros e animais, alguns em extinção. Lago de carpas, viveiro de mudas e orquidário também são encontrados no local.

Há também muitas trilhas para esportistas de diferentes níveis, com destaque para a das Cinco Pontes (1km) e a da Cachoeira (4,5km), que leva até a Cachoeira do Galharda. A maior delas, recomendada apenas aos atletas de plantão, é a da Celestina, com 8km de extensão.

 

 

A estrutura para os visitantes conta com área para picnics, quiosques com churrasqueiras (que devem ser reservadas com antecedência por telefone), equipamentos para ginástica, viveiros de plantas, lagos e quedas d’água. Passeios a cavalo, arvorismo e tirolesa podem ser contratados no local. Outra atração imperdível no Horto é o Restaurante Dona Chica, sobre o qual falamos abaixo.

Aberto diariamente das 9h às 16h. Ingressos –  R$ 10, com descontos para crianças e seniors. Fecha às quartas durante a baixa temporada.

 

Amantikir

Inaugurado há pouco mais de 10 anos, o Amantikir é um dos melhores passeios de Campos do Jordão. Com 60mil m2, adota um conceito diferenciado que agrada em cheio aos amantes de paisagismo. Inspirado em jardins de vários países do mundo, como Japão, Inglaterra e Áustria, possui 26 áreas temáticas. São mais de 700 espécies de plantas, combinadas de forma harmoniosa em um espetáculo de cores e formas.

 

 

O paisagismo perfeito e a tranquilidade do parque convidam à contemplação e rende fotos maravilhosas. As áreas que mais atraem os visitantes são os labirintos e o mirante. Há ainda eventos temporários, como prática de Tai Chi Chuan, exposições e aulas de artes.

Logo na entrada, somos surpreendidos com uma bela e grande casa na árvore de dois andares. Apesar de ser de uso exclusivo do proprietário do parque, pode ser visitada internamente em dias e horários pré-estabelecidos sob a supervisão de funcionários.

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

 

 

Como curiosidade, o nome dos jardins, Amantikir, é de origem tupi e significa Serra que Chora. Há uma lenda de que o Sol e uma princesa índia muito bonita se apaixonaram. Para permanecer brilhando por ela, o Sol não mais se punha, não havendo mais noites, e deixando a Lua enciumada. Tupã, ao saber do ocorrido, teria criado uma enorme montanha, onde a princesa ficaria presa longe do Sol. A princesa chorou rios de lágrimas, criando nascentes e dando origem ao nome da região. A Serra que Chora. Amantikir era o nome indígena para a Mantiqueira, aportuguesada pelos primeiros colonizadores a explorar a região.

Aberto diariamente das 8:30h às 17h. Estando dentro do parque, é possível ficar até o pôr do sol. Ingressos – R$ 40, com descontos para crianças, seniors, professores da rede pública, policiais civis e militares.  Rodovia Campos do Jordão / Eugênio Lefévre  Nº 215

 

Museu Felícia Leirner

O premiado Museu Felícia Leirner é um dos lugares mais fotogênicos da cidade, especialmente no final da tarde. Com localização privilegiada, fica no alto de uma colina, com vista para a Pedra do Baú.

Inaugurado em 1978, expõe ao ar livre o acervo da escultora polonesa que viveu a maior parte de sua vida no Brasil. Felícia Leirner foi a primeira aluna do sexo feminino do renomado escultor ítalo-brasileiro Victor Brecheret, responsável, entre outras obras importantes, pelo Monumento às Bandeiras (o Empurra-empurra do Ibirapuera).

No imenso jardim de 35mil m2, 85 obras em cimento branco, bronze e granito estão dispostas de forma cronológica. Definida pela própria artista, esta ordem facilita a compreensão de suas influências, que passaram de figurativas a abstratas ao longo de mais de 3 décadas de trabalho. A visita pode ser rápida, mas recomendamos que vá no entardecer para apreciar o pôr do sol.

Aberto de terça a domingo, das 9h às 18h. Ingressos – R$ 10 para adultos, com descontos  para crianças, estudantes e seniors. Entrada gratuita aos domingos. Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 – Alto da Boa Vista.

 

 

Auditório Claudio Santoro

No mesmo espaço do museu Felícia Leirner, o auditório Claudio Santoro é a sede do famoso Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. Evento mais concorrido e tradicional da cidade, é o maior evento de música clássica da América Latina e ocorre anualmente durante o mês de julho. Em quase 50 anos de história, contou com a apresentação de mais de 3.000 artistas, entre regentes, pianistas e outros músicos reconhecidos mundialmente. Além dos concertos, estes profissionais atuam em projetos pedagógicos junto a jovens músicos.

A arquitetura moderna soube mesclar com maestria a luz natural vinda de paredes envidraçadas ao conforto do público. Inaugurado em 1979, tem capacidade para mais de 800 pessoas, contando com instalações modernas e adaptadas em termos de acessibilidade. Ao longo do ano, o espaço abriga dezenas de outros shows e espetáculos promovidos na cidade.

Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 – Alto da Boa Vista

 

 

Pico do Imbiri

Este pico com 1.862 m de altitude fica a apenas 6km do movimentado bairro de Capivari. É um passeio tranquilo e imperdível para quem admira a beleza natural da serra, oferecendo vistas capazes de tirar o fôlego a partir de seu mirante. As boas vias de acesso foram reformadas há alguns anos, tornando o passeio ainda mais sossegado. Várias empresas de passeios a cavalo, locação de bicicleta e quadriciclo promovem passeios até o local.

 

Palácio Boa Vista

Criado na década de 60 para ser a residência oficial de inverno do governador de São Paulo, o Palácio da Boa Vista possui uma área de 3.000m2, conta com 35 ambientes e mais de 100 cômodos. A fachada original projetada pelo arquiteto polonês Jorge Przrembel foi alterado para ficar semelhante aos castelos europeus.

Transformado em museu, possui em seu acervo mais de 3.500 peças. O destaque é o acervo de obras de arte moderna brasileira, com peças de mestres como Tarsilla do Amaral, Portinari, Di Cavalcanti, Volpi e Brecheret. Além das telas, mobiliários dos séculos 17 e 18, porcelanas, prataria e esculturas. Infelizmente, não permitem fotografar internamente.

Como curiosidade, foi palco da primeira edição do Festival Internacional de Inverno, em 1970. Só é permitido fotografar externamente.

Aberto de quarta a domingo, das 10h às 12h e das 14h às 17h. Ingressos – R$ 5 adultos, com desconto para estudantes e seniors.   Av. Adhemar de Barros, 3001 – Alto da Boa Vista.

 

Casa da Xilogravura

Um dos únicos museus no país dedicados a esta técnica, a Casa da Xilogravura é particular e foi inaugurado em 1987. Possui em seu um acervo mais de 5.000 obras de 1.000 artistas, distribuídos entre 30 salas. Entre os nomes mais conhecidos, destacam-se mestres como Lasar Segall, Tarsilla do Amaral e Maria Bonomi.

A arte consiste em impressão de figuras em papel a partir de uma matriz entalhada em madeira. O museu foi uma iniciativa de Antonio Costella, um professor da USP amante da técnica. Aposentado, está presente quase todos os dias no espaço, onde explica com carinho aos visitantes detalhes sobre cada peça e o processo de execução.

Há ainda em exposição um atelier xilográfico, oficina tipográfica, máquinas antigas de impressão, de escrever, serigrafias e outras.

Ao visitar o museu, não deixe de ver a bela obra de Felícia Leirner exposta no terreno ao lado e a Igreja Nossa Senhora da Saúde. Em seu interior, aprecie o mural pintado por Expedito Camargo Freire.

Aberto de quinta a segunda, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Fecha entre os dias 1o e 25 de dezembro. Ingressos – R$ 8.  Rua Eduardo Moreira Cruz, 295 – Jaguaribe.

 

 

Parque Pico do Itapeva

Este Parque a apenas 15km do centrinho de Campos do Jordão já está localizado no município de Pindamonhangaba. Com mais de 1.800m de altitude, abriga um dos lagos mais altos do Brasil, o Lago do Pico do Itapeva.

Transformada em Parque, a área do mirante oferece uma vista privilegiada da Serra da Mantiqueira e do Vale do Paraíba. É possível avistar 10 cidades próximas e até a Basílica de Aparecida, através de binóculos, nos dias de maior visibilidade.

O mirante conta com deck de madeira com fonte, o café do castelo e um jardim de lavandas francesas, onde foram plantadas mais de 2 mil mudas. Estão previstos passeios a cavalo e de bicicleta, além de colheitas na época de safra de frutas vermelhas como framboesa e blueberry nas plantações da fazenda.

Durante muitos anos o mirante ficava próximo deste local, com estandes de vendas de artesanato, doces e malhas produzidas na região. Por tratar-se de uma área particular, estes comerciantes foram realocados em uma galeria no centro de Campos, a Villa Capivari, onde mantém a mesma oferta de produtos a preços acessíveis.

É cobrado R$ 20 pelo estacionamento e mais R$ 10 por adulto, com descontos a crianças e seniors. Apesar da beleza da vista e as novas instalações, consideramos os valores elevados pelo que oferece. Em nossa visita, estávamos em um carro com 4 adultos e gastamos R$ 60 por um passeio rápido, que durou apenas meia hora. Entendemos a cobrança de ingresso para funcionamento e manutenção do parque, mas achamos desnecessário o adicional pelo estacionamento.

 

 

Borboletário Flores que Voam

No caminho para o Horto fica o Borboletário Flores que Voam. Inaugurado em 2007, abriga 35 espécies nativas da região. A visita a este projeto educacional começa com um vídeo de 12 minutos, onde são mostradas informações sobre as fases da vida destes maravilhosos insetos e sua importância no ecossistema. Na sequência, você entrará em um enorme viveiro/jardim climatizado, onde pode-se admirar a diversidade de espécies em atividade. Vale visitar apenas em dias de sol, entre as 11h e as 13h, pois é quando as borboletas estão mais ativas.

Aberto de quarta a domingo, das 10h às 15h. Ingressos – R$ 30 para adultos, com descontos para crianças, estudantes e seniors. Av. Pedro Paulo nº. 7997 – casa 01, Km 10 do caminho do Horto Florestal.

 

Pedra do Baú

Apesar de ser um dos símbolos da cidade, na verdade a Pedra do Baú fica a 24 km, já no município de São Bento do Sapucaí. O percurso leva 45 minutos desde o centrinho de Capivari, mas é possível vê-lo a partir de vários pontos de Campos do Jordão.

A entrada com carros é permitida apenas até a Fundação Pedra do Baú. A partir daí, o acesso ao topo é possível apenas por caminhada, em uma trilha de terra batida com 1200m. É recomendado somente até as 14h e a quem estiver com bom condicionamento físico, pois o aclive é bem acentuado.

Por estar a quase 2.000m de altitude, requer o apoio de guias para escalar a montanha, mas proporciona uma bela vista da Serra da Mantiqueira. É cobrada uma taxa de Preservação Ambiental de R$ 10 por veículo para acessar o estacionamento e uma área de estrutura básica aos visitantes, com banheiros e lanchonete.

 

Ducha de Prata

Um dos pontos turísticos mais antigos e populares de Campos do Jordão, fica a menos de 2km de Capivari. Este pequeno parque tem quedas d’água artificiais e foi idealizado para que os visitantes pudessem se banhar nas águas (geladas!) do Ribeirão das Perdizes. Há algumas pontezinhas suspensas para passear sobre as quedas.

É um lugar bonitinho e costuma agradar bastante as crianças. Atualmente há também um circuito de arvorismo e tirolesa para os pequenos. No espaço há ainda lojinhas simples de artesanato, malhas, chocolates, compotas e outros produtos produzidos na região.

Aberto diariamente das 9h às 18h, com entrada gratuita. Av. Senador Roberto Simonsen – Vila Inglesa.

 

 

Cervejaria Baden Baden Tour

A microcervejaria mais badalada e premiada de São Paulo oferece um pequeno tour pelas instalações da fábrica, que aborda as etapas do processo produtivo das cervejas artesanais produzidas pela marca.

A visita começa com um breve vídeo institucional que fala um pouco sobre a empresa e a história da cerveja. Lançada em 1999 por 4 amigos, atualmente pertence ao grupo holandês Heineken.

Além de informativo, o lugar é bonito e você receberá boas dicas de harmonização com cerveja, ou seja, que tipo combina melhor com cada prato. Durante a visita você ainda poderá degustar três tipos de cerveja, desde que não seja o motorista da vez. Ao final, receberá uma tulipa da Baden Baden e poderá adquirir produtos da marca na lojinha do local. Sinceramente, apesar da simpatia da colaboradora que nos acompanhou, achamos o tour bem fraquinho. Nossa expectativa estava mais alta.

Segunda a sexta, das 10h às 17h. Ingressos – R$ 30, somente para maiores de 18 anos. Menores não podem entrar, mesmo acompanhados por seus pais. Requer agendamento antecipado pelo telefone 0800 888 1010 ou pelo site Baden Baden Tour.  Av. Matheus Costa Pinto, 1653.

 

 

Passeios com Crianças em Campos do Jordão

 

A natureza privilegiada da região propiciou o surgimento de inúmeros parques com atividades de aventura ao ar livre e pesqueiros. São muitas as opções, mas mencionaremos apenas as principais:

 

Altus Turismo Ecológico / Bosque do Silêncio

Ao contrário do que o nome e as redes próximas à portaria sugerem, este o Bosque do Silêncio é recomendado para quem gosta de adrenalina e emoção. Em meio a 180.000 m2 de mata preservada, você encontrará trilhas radicais, mais de 2.000m de arvorismo, tirolesa de 200m de extensão a 18m de altura, e rapel vertical. Boia cross nas corredeiras é um dos diferenciais deste parque. Há ainda atividades como paintball, minigolfe, rapel e mountain bike.

Para os pais que não forem adeptos a estas aventuras e estiverem apenas acompanhando as crianças, há um simpático café e várias redes pelo bosque para relaxar enquanto espera. Como opção, também é possível ir ao spa meditar, praticar yoga ou receber massagens.

Aberto diariamente das 9:30h às 18h. Não há cobrança de ingresso e as atividades são pagas individualmente.  Av. Senador Roberto Simonsen, 1724 – Vila Inglesa.

 

 

Aventura no Rancho

Localizada próxima ao Horto Florestal, o Aventura no Rancho é outra excelente opção para momentos especiais com a família. Inaugurado há mais de 15 anos, fica na área de proteção ambiental do Rancho Santo Antonio e oferece diversos tipos de atividades radicais integradas à exuberante natureza local.

As travessias de arvorismo por entre as araucárias têm vários níveis, das mais leves às mais radicais. Os percursos mais difíceis chegam a durar 2h e estão entre os maiores do país. A tirolesa de 800m de comprimento é outra atração que agrada em cheio aos mais radicais. O espaço oferece ainda outras opções de lazer como paintball e passeios a cavalo pelas trilhas da região. Um dos diferenciais é o Zoom Bikepark – 20 km de trilhas para mountain bikes que podem ser alugadas no local. Como a preocupação quanto à segurança dos visitantes é uma constante, investem muito na qualificação da equipe de profissionais. O Aventura no Rancho dispõe ainda de chalés super equipados para até 7 pessoas, com uma vista panorâmica incrível.

Aberto diariamente das 9:30h às 17:30h. As atividades são pagas individualmente. Av. Pedro Paulo (estrada do Horto Florestal), nº 7997

 

 

Fazendinha Toriba

Ao lado do tradicional Hotel Toriba, a Fazendinha tem uma proposta muito interessante para divertir e educar os pequenos quanto à natureza. Em uma bela área de 300 mil m2 de vegetação nativa, as crianças podem interagir e alimentar animais de várias espécies. Pôneis, ovelhas, vacas, coelhos, galinhas e patos são apenas alguns dos encantadores moradores deste pedacinho de paraíso. Há ainda lago, horta e estrutura para picnics. Os atentos monitores aproveitam o momento de interesse para passar várias informações relevantes aos visitantes mirins.

Aberta diariamente das 9h às 16h. Ingressos – R$ 30 (dias de semana, baixa temporada) e R$ 40 (finais de semana, férias e feriados prolongados). Descontos para crianças e seniors. Estrada Paulo Costa Lenz Cesar, 630, km 4

 

Parque Tarundu

O Tarundu é um centro de lazer ao ar livre com 500 mil m2 e mais de 30 atividades. Oferece a seus visitantes opções das mais tranquilas às radicais. São tantas atrações que fica difícil elencar todas. Entre as mais concorridas, circuito de tirolesas com até 780m de extensão e 50m de altura, arvorismo, parede de escalada e arco e flecha. A pista de patinação no gelo indoor e os passeios a cavalo também fazem sucesso entre os visitantes.

O parque tem atrações diferenciadas e a novidade mais recente é o passeio de balão sobre a cidade. O espaço conta ainda com um restaurante muito agradável e com boa comida. A via de acesso ao Tarundu poderia ser mais bem cuidada. Infelizmente, não fomos autorizados a divulgar fotos do parque e suas atrações.

Aberto diariamente das 9:30h às 20h (sábados até as 22h). Ingressos – R$ 12 por adulto, com desconto para seniors e crianças até 12 anos. É possível pagar individualmente pelas atrações ou adquirir um passaporte ilimitado para todo o dia. Av. José Antônio Manso, 1515

 

Parque Floresta Encantada

Atração simples, mas que agrada aos pequenos visitantes. Em uma área de 12.000m2, há seis casinhas temáticas onde morariam personagens de estórias infantis como Papai Noel, Branca de Neve e a bruxa malvada.

Diariamente, das 9:30h às 17h. Ingressos – R$ 5 (dias de semana) e R$ 10 (finais de semana, férias e feriados prolongados).  Crianças até 3 anos não pagam. Rua Arandi, 270 – Vila Poran.

 

Eventos temporários em Campos do Jordão

 

Festival de Inverno de Campos do Jordão

Julho

Principal evento da cidade, o Festival de Inverno é o maior festival de música clássica da América Latina. A realização é coordenada pela Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a Fundação Osesp e a Prefeitura de Campos do Jordão. Ocorre anualmente durante o mês de julho, transformando a cidade na capital nacional de música erudita. Em 2019 haverá a comemoração especial da 50a. edição do festival, entre os dias 30 de junho e 29 de julho. A programação para este ano, porém, ainda não foi divulgada. As apresentações gratuitas são super concorridas e acontecem em espaços na Praça de Capivari, na Capela do Palácio do Governo e na Igreja de Santa Terezinha. As apresentações principais são pagas e ocorrem no Auditório Claudio Santoro.

 

Festa das Cerejeiras

Julho e agosto

Durante quatro finais de semana, a partir do meio de julho, ocorre a bela e tradicional Festa no Parque das Cerejeiras, ao lado do Recanto Sakura Home. A festa é organizada pela colônia japonesa, que promove festivais gastronômicos, apresentações de danças típicas e vendas de artesanato. Sushi, sashimis, tempurás e outras delícias da culinária japonesa fazem a alegria dos visitantes. Com fins beneficentes, toda a renda é revertida para a casa de repouso do local.  Av. Tassaburo Yamaguchi, 2173 – Vila Albertina.

 

Festa das Hortênsias

Novembro ou Dezembro

As hortênsias são uma atração à parte durante o verão na serra e podem ser encontradas por toda a cidade. Trazem um colorido adicional e vão do branco ao azul, passando pelo rosa e lilás. Florescem na região entre novembro e fevereiro, sendo um motivo adicional para visitar Campos durante a baixa temporada

A colônia japonesa organiza a festa no Parque das Cerejeiras, também no Recanto Sakura Home, em um final de semana entre o final de novembro e início de dezembro. Além de exposições e da decoração especial, você poderá aproveitar comidas e danças típicas japonesas.

 

A região ainda promove eventos menores ao longo do ano, como a Festa do Pinhão (abril), o Festival de Malhas (maio), o Festival do Foundue (agosto) e a Oktoberfest (outubro).

 

Capivari – o centrinho de Campos do Jordão

 

É no charmoso centrinho de Capivari que a badalação acontece em Campos do Jordão. A maior parte dos bons restaurantes, bares, lojas de malhas, doces caseiros e chocolaterias estão por lá.

Pequenos shoppings e centros comerciais oferecem lojas de todos os estilos e para todos os bolsos. Você encontrará de malhas de pequenas confecções regionais acessíveis a roupas importadas de grifes famosas caríssimas.

 

 

Onde ficar em Campos do Jordão

 

A cidade tem uma estrutura turística excelente, com alternativas de hospedagem para todos os estilos e valores de diárias. Hotéis luxuosos com vista para as montanhas, pequenas pousadas românticas e até hostels estão disponíveis. Esta dica da pousada sensacional onde ficamos em nossa última visita.

 

Pousada da Pedra

A apenas 2 km do centrinho de Capivari, a charmosa Pousada da Pedra está cercada por plátanos e araucárias. Ao invés da agitação do centro, você acordará com o canto dos pássaros e o irresistível cheirinho dos pães de queijo do café da manhã.

Além da simpatia e profissionalismo da equipe, o que mais nos encantou foi a sensação de estarmos em casa. Os quartos são confortáveis e estão preparados para os dias mais frios do inverno de Campos, oferecendo inclusive lareira.

Nos espaços ao ar livre, tanto nos jardins em frente à recepção quanto em volta da piscina, há poltronas e cadeiras confortáveis que convidam ao relaxamento. À noite, acendem uma fogueira no meio do jardim e servem espumantes. Oferecem ainda mais de 100 livros e 280 DVDs para empréstimo aos hóspedes.

Café da Manhã e outros Serviços

Outro ponto alto é o café da manhã. Imagine um buffet com sucos naturais, pães doces e salgados, bolos, geleias, frutas e frios, tudo fresquinho e muito bem apresentado. Além disto, fazem na hora ovos mexidos e omeletes impossíveis de resistir. Precisamos confessar que dava vontade ficar horas experimentando tudo, ao som de uma seleção musical de muito bom gosto. Como bônus, algumas das delícias são oferecidas como cortesia também no chá da tarde.

Sob encomenda e antecipadamente, preparam maravilhosas cestas de picnic, doces ou salgadas. E o que não falta na região são lugares especiais para usá-las. Se a intenção for comemorar uma data especial ou apenas surpreender alguém, solicite um dos pacotes disponíveis, com espumantes, velas e flores.

Apesar do wifi funcionar bem e ser gratuito, recomendamos que use o menos possível. A ideia aqui é se desconectar do mundo e se conectar com você, sua boa companhia e a natureza. Mas se você já conhece bem a cidade e só quer desacelerar em um ambiente agradável, usufrua das terapias disponíveis no Espaço Althernativo, um spa com vários tipos de massagem e até banho de ofurô.   Rua Alecrim, 53A.

 

Veja este post sobre Onde ficar em Campos do Jordão algumas outras sugestões que conhecemos.

 

Onde comer em Campos do Jordão

 

Há tantas opções que fica difícil decidir onde comer em Campos do Jordão. Fondues, trutas, vinhos e chocolates combinam com o clima mais ameno da serra e a requintada gastronomia é um dos muitos atrativos para conhecer a cidade. Durante o inverno, a temporada de pinhão dita a tendência das receitas nas principais casas.

Você poderia passar uma temporada inteira sem conseguir conhecer todos os restaurantes da cidade. Justamente por isso, não temos a pretensão de fazer um guia definitivo sobre o assunto, mas apenas listar boas sugestões que experimentamos em uma das muitas vezes que estivemos na cidade e recomendamos. Faremos um post mais completo sobre os restaurantes e chocolaterias  nos próximos dias, mas por enquanto seguem algumas boas dicas da nossa última visita.

 

Almoço Especial – Dona Chica

 

Imagem da Entrada do Dona Chica no Horto Florestal em Campos do Jordão
Dona Chica

Uma das boas surpresas foi um almoço no Dona Chica, localizado em pleno Horto Florestal. Ambiente descontraído com uma vista incrível do parque, comida caseira da melhor qualidade e atendimento super simpático. A proposta da casa é resgatar a culinária do interior paulista, transformando a refeição em um momento especial. Deliciosos pratos à base de produtos regionais, como leitão a pururuca e truta são acompanhados por um arroz com feijão dos deuses! De sobremesa, fomos surpreendidos por um brigadeiro de capim santo. A experiência se completou ao descansarmos no redário do Dona Chica, às sombras das araucárias. Simplesmente imperdível.

 

 

Cervejarias

No coração de Capivari, a Choperia Baden Baden continua sendo a queridinha dos visitantes em busca de boa cerveja e comida alemã. Apesar da capacidade para até 600 pessoas, é comum ter longas esperas na alta temporada e feriados prolongados. As cervejas da marca podem ser apreciadas em boa companhia: salsichas, eisben, chucrute e muitas outras delícias da gastronomia nacional e internacional.  Segunda a quinta, das 11h às 0h, sexta a domingo até a 1h. Rua Djalma Forjaz, 93 – loja 10 – Capivari.

 

Imagem da Choperia Baden Baden em Campos do Jordão
Choperia Baden Baden

 

Se a ideia é se surpreender com boas cervejas, pouco conhecidas, recomendamos parar no caminho para o Horto Florestal e visitar a Caras de Malte. Você encontrará ótimas cervejas artesanais acompanhadas por petiscos de bar, como pastéis e vários tipos de bolinhos. Fizemos a degustação com seis tipos de bebidas da casa e adoramos! Se a intenção for uma refeição completa, a casa serve também grelhados, fondues e trutas. Se você for amante de cerveja, nos agradecerá a dica, com certeza. Av. Pedro Paulo, 1500 (estrada para o Horto).

 

 

Fondues

Ir à Campos e não comer um bom fondue é como ir a Roma e não ver nosso amigo argentino, o Francisco. Há muitas e excelentes opções na cidade, mas uma em especial merece menção. Apesar de não ser o mais famoso ou requintado, o tradicional La Coupole está na cidade há mais de 40 anos, muitos deles com os mesmos cuidadosos profissionais. O fondue de queijo é preparado na casa e tem um sabor especial. Os molhos de acompanhamento do de carne e o de chocolate também agradam muito.

Além disso, massas e pratos à base de frutos do mar são armas secretas da casa na fidelização de clientes. Há décadas, famílias que frequentam a cidade fazem deste seu ponto de encontro. Dica: se estiver indo a Campos e for chegar tarde na cidade, entre em contato com eles e reserve uma mesa.Fone (12) 3663-5180. Independente do horário, sempre fecham mais tarde se algum cliente avisa que está chegando.

 

 

 

Dizem que amor de verão não sobe a serra. Como podem ver, há tantos motivos para se apaixonar por Campos do Jordão, em todas as estações, que terá vontade subir a serra novamente por muitas vezes, o ano todo.

Para ajudar a você escolher restaurantes em Campos do Jordão, fizemos um post complementar, até para não deixar este artigo tão grande.

Restaurantes em Campos do Jordão

 

 

Se gosta de viajar para as montanhas e locais com uma atmosfera estilo europeu, veja também nosso artigo sobre Gramado e Canela.

Serra Gaúcha – O melhor de Gramado e Canela

 



Booking.com

 

PLANEJANDO SUA VIAGEM 

Planeje sua viagem através do Suas Próximas Viagens. Nossos Parceiros são os mais conceituados do mercado, oferecem serviços de qualidade e são referência em suas áreas.

Nós frequentemente usamos estes serviços em nossas viagens e recomendamos. Em muitos artigos, deixamos de mencionar diversas empresas, pois não tivemos boas experiências com elas. Nosso objetivo é ajudar você a planejar suas próximas viagens para que sejam sensacionais!

 
  • HOSPEDAGEM →  Você encontrará as melhores opções através do booking.com 
  • PASSAGEM AÉREA →  Pesquise e Compre Passagens aéreas com a Passagens Promo 
  • ALUGUEL DE CARRO →  Alugue um carro com facilidade e segurança na rentcars.com 
  • SEGURO VIAGEM → Viaje mais tranquilo e com segurança com a Seguros Promo  

6 Comments

  1. Planejo it até Campos, mas depois de ler o artigo fiquei na dúvida. Não irei de carro. Isso atrapalha muito a locomoção? Será que tem muitos motoristas de aplicativos?

    • Adriano Bolzani

      Jéssica,
      Há muito o que se fazer na região apenas caminhando. Há ônibus turísticos que levam às atrações mais distantes em horários programados. Se preferir ter mais autonomia de horários, há muitos táxis e serviços via app também. Entretanto, se gosta de fazer várias atividades no mesmo dia, o alguel do carro pode sair mais em conta e te dar maior flexibilidade. Aproveite bastante sua viagem. Abração

  2. Campos tem muitas opções desconhecidas mas lindas, como a cachoeira véu de noiva, fica bem próximo ao centro com a possibilidade de alugar um cavalo para uma cavalgada até lá, com restaurante de comida caseira e preços acessíveis. Tem também outros passeios como a gruta do crioulo, Pico do Itapeva e etc. Quem ainda não conhece, é um bom motivo para voltar.

    • Silvia Bolzani

      Mirele, a região tem mesmo muitos atrativos e merece várias visitas. Nós mesmos já fomos diversas vezes e sabemos que há ainda muito a conhecer. Agradecemos por sua colaboração. Um beijo!

  3. DENILSON NOMURA

    Obrigado pelas dicas sobre Campos do Jordão. Meu fim de semana foi maravilhoso! Passamos bons momentos no Horto Florestal, praticamos arborismo, tirolesa, trilha de mountain bike e almoçamos no Dona Chica. Programa imperdível!

    • Adriano Bolzani

      Denilson,
      Muito obrigado pelo feedback. É muito agradável recebê-los e perceber que o nosso trabalho ajudou alguém. Abração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*