Vista das Cataratas do Iguaçu ao Amanhecer

O Melhor de Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu surpreende e encanta visitantes de todas as idades e preferências, sendo um dos melhores destinos turísticos do país. Como além de visitar as maravilhosas Cataratas do Iguaçu você encontrará muitas opções de atrações, fizemos um post bem completo para ajudar a planejar sua viagem. 

O que fazer em Foz do Iguaçu

Há muito o que fazer em Foz do Iguaçu, mas o maior atrativo é mesmo o Parque Nacional, tombado como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco. É onde ficam as indescritíveis quedas d’água, eleitas entre as Novas Sete Maravilhas da Natureza.

Imagem das Cataratas do Iguaçu ao amanhecer
Cataratas do Iguaçu ao amanhecer

Iguaçu, em tupi-guarani, significa “água grande”, e não é difícil entender a origem do nome.  O rio chega a impressionantes 2.780m de largura. Suas cataratas atraem turistas de todo o mundo, tendo atingido durante 2018 o recorde de quase 900 mil estrangeiros. Um crescimento expressivo em relação ao ano anterior, superior a 9%. Os visitantes brasileiros ainda são maioria, passando de 1 milhão ao ano. Nossos vizinhos argentinos e paraguaios são os principais grupos, seguidos por americanos e franceses. Isso faz com que a cidade seja o terceiro destino mais procurado por estrangeiros a lazer em nosso país.

Em suma, Foz do Iguaçu é um destino plural, que agrada a todos e faz aflorar o orgulho de ser brasileiro. Além de contemplar a natureza privilegiada e a excelente administração do Parque Nacional, é possível praticar vários esportes ao ar livre. Há também Itaipu, maior hidrelétrica em volume de água do mundo. Outro ponto de destaque é o harmonioso convívio entre pessoas de origens e religiões distintas. Na cidade, é possível visitar igrejas, templos e até uma mesquita. Você encontrará diversão para toda a família, além de excelentes resorts, restaurantes e centros de compras.

Quando Ir 

Foz do Iguaçu é um destino que você poderá aproveitar o ano todo, e o melhor período dependerá da sua expectativa e preferências. Durante o verão o volume das cataratas aumenta em função das chuvas e o espetáculo fica ainda mais bonito. Em contrapartida, faz muito calor, é bem abafado e há muitos turistas. O inverno tem menor incidência de chuvas e as cataratas estão com menor volume. Como a maioria dos visitantes é brasileira, nos meses de férias escolares há um previsível aumento na quantidade de visitantes. Em abril, maio, setembro e novembro você encontrará temperaturas mais amenas e menor movimento turístico.

Clima em Foz do Iguaçu

A região tem as estações do ano bem definidas e temperaturas extremas. No verão passam dos 30oC e, com a alta umidade, fica bem abafado. Enquanto isso, entre junho e agosto é comum encontrar mínimas abaixo dos 10oC e máximas ao redor dos 20oC. O período de maior incidência de chuvas é entre outubro e março.

Como Ir

Localizado no extremo oeste do Paraná, é o ponto brasileiro na tríplice fronteira, na divisa com Argentina e Paraguai. Há muitas formas de ir a Foz e a melhor delas dependerá de sua localização e planos ao visitar a região.

O Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, também conhecido como Aeroporto das Cataratas, fica a apenas 4km do Parque Nacional. Entre pousos e decolagens, são aproximadamente 50 voos diários, quantidade que aumenta em mais de 20% durante a alta temporada. Apesar da maioria ter origem nas principais capitais do Brasil, recebe também alguns voos internacionais.

Ainda é possível utilizar voos até os aeroportos de Cataratas del Iguazu, na Argentina, ou Guarani, em Minga Guazu, no Paraguai, ambos a poucos quilômetros da cidade.

O acesso rodoviário é através da BR 277, também conhecida como Grande Estrada. Saindo de São Paulo e indo pela Rodovia Presidente Castelo Branco, são 1060km e 12h de viagem. A partir de Curitiba, capital do Estado, são 635km e aproximadamente 8h. Apesar do bom estado das rodovias, a quantidade de pedágios é enorme. Recomendamos estar atento a esta despesa adicional caso seja sua opção.

Como se deslocar

Caso vá de avião, sugerimos alugar um carro, pela praticidade e flexibilidade que proporciona. É muito tranquilo dirigir pela região e a possibilidade de curtir tudo o que ela proporciona no seu próprio ritmo tornará a experiência ainda melhor. Você terá também a liberdade de ir até os países vizinhos, Argentina e Paraguai, mas verifique antecipadamente esta possibilidade junto à locadora de veículos.

Link Rentcars Suas Próximas Viagens

Se considerar alugar um carro, consulte a rentcars.com Sempre usamos a usamos pois pesquisa nas principais locadoras e apresenta as melhores opções. Permite pagar em Reais, parcelado e sem a incidência do IOF nas locações internacionais.


Caso prefira utilizar agências receptivas, encontrará muitas opções. É provável que até mesmo em seu hotel haja uma unidade para providenciar os passeios. Esta é uma ótima opção para quem não tem tempo para pesquisar sobre as melhores atrações ou prefere fazer os passeios em grupo. Porém, tenha em mente que, além do roteiro ficar mais engessado, normalmente fica mais caro.

Muitos hotéis oferecem traslados para algumas atrações sem custo adicional. Este pode ser um diferencial interessante e, se for uma boa alternativa para você, recomendamos verificar esta possibilidade antes de escolher a hospedagem.

Há ainda os ônibus panorâmicos de dois andares para fazer city tour pela cidade. A TourOn oferece este passeio. Com paradas nos principais pontos turísticos, é uma excelente opção para quem não estiver de carro ou não dispuser de muito tempo. As informações estão disponíveis em diversos idiomas e há wifi gratuito para os participantes.

Adquira seus Ingressos

Cataratas do Iguaçu

No folheto turístico da cidade, a frase em destaque é  “bem-vindo ao inesquecível”. Não poderíamos concordar mais com a afirmação. Visitar as Cataratas do Iguaçu é uma experiência única e emocionante, que recomendamos a todas as pessoas. Não à toa, já foram cenário de muitos filmes, com personagens como Indiana Jones, 007, Tarzan e Pantera Negra.

Uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza, pertencem em condomínio ao Brasil e à Argentina. A área total é de mais de 2.500km2, sendo 1.850 km2 no Brasil. Os parques abrigam uma das maiores reservas de Mata Atlântica da América do Sul e menos de 0,5% de suas áreas estão abertas à visitação.

Do lado brasileiro, as cataratas localizam-se no Parque Nacional de Iguaçu. O parque é um verdadeiro santuário ecológico e abriga animais de diversas espécies, muitos ameaçados de extinção. As onças-pintadas, por exemplo, maior felino das Américas, tiveram sua população aumentada no parque em 70% em menos de duas décadas.

Algo que chama a atenção é a quantidade de borboletas por todo o parque. São mais de 635 espécies identificadas e estima-se em mais 200 não catalogadas. Nunca vimos tantas e tão diversas em um único local.

A excelente organização do Parque Nacional impressiona. É impecável, com ótima estrutura e, claro, uma beleza natural deslumbrante. Apenas a potência do som das águas, antes mesmo de ver as quedas d’água, já emociona. Sem dúvida, um dos lugares mais bonitos que já visitamos.

As cataratas são formadas por um incrível sistema com quedas d’água do Rio Iguaçu. Muitos falam em 275, mas dependendo da vazão do rio, temos entre 150 e 300 saltos. O maior volume ocorre durante os meses de verão, por causa das chuvas. Com largura de 2,7 km e alturas entre 40m e 82m, são as maiores quedas d’água  em volume do mundo. 

Há passarelas suspensas que permitem uma visão indescritível. São 19 grandes saltos, sendo 5 do lado brasileiro. De boa notícia, os que ficam do lado argentino são voltados para o Brasil, proporcionando aos visitantes do nosso lado um espetáculo deslumbrante.

Estátua de Santos Dummont no Parque Nacional Cataratas do Iguaçu

O espaço foi transformado em Parque Nacional em 1939 graças à influência de Alberto Santos Dumont. Além de invenções como o avião, o relógio de pulso e o chuveiro de água quente, este visionário brasileiro foi defensor da preservação da natureza. Após visitar a região em 1916, usou de sua influência para iniciar um movimento de desapropriação das terras próximas às cataratas. A intenção era transformar em uma área de preservação e contemplação da natureza. Em função disto, há uma estátua em sua homenagem em frente ao restaurante Porto Canoas. 

Caso esteja de carro, deixará no estacionamento da entrada, com capacidade para até 900 veículos. Se estiver de ônibus ou van,  descerá no mesmo espaço, próximo às bilheterias.

O parque é imenso: entre a entrada e as quedas d’água são 11km de distância. O deslocamento interno é feito através de ônibus panorâmicos de dois andares, que saem a cada 15 minutos do Centro de Visitantes. Apesar da parte superior oferecer vistas mais abertas e possibilidade de tirar fotos melhores, o inferior oferece o benefício do ar condicionado. Especialmente no verão, este é um grande diferencial.

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

Os ônibus param nos quatro principais pontos do Parque. Você poderá descer na Trilha do Poço Preto, no Macuco Safari, na Trilha das Cachoeiras ou no restaurante Porto Canoas. A Trilha do Poço Preto tem um trajeto de 9km. Caso tenha interesse em percorrê-la, poderá fazer a pé, de bicicleta ou carro elétrico. Poderá contratar guias e é super interessante para quem quiser conhecer mais de perto a fauna e flora local.

A principal parada é a final, de Porto Canoas. É o ponto de partida para as passarelas de madeira e ferro, com muitos degraus e pequenos mirantes. A inferior, suspensa sobre as águas, passa em frente à Garganta do Diabo. É bastante concorrida e possui 1,2km de extensão. Oferece uma ducha grátis a quem a percorre, então esteja preparado para sair bem molhado. Atenção mulheres: este é momento “adeus chapinha!”. É importante tomar cuidado com câmeras e outros equipamentos. Há capas de chuva à venda no parque, mas você pode levar a sua, caso tenha intenção de usar.

Apesar de ser mais emocionante ver as cataratas a partir da passarela inferior, as melhores fotos conseguirá a partir do mirante superior, próximo ao elevador e ao restaurante Porto Canoas. É onde conseguirá ver a Garganta do Diabo, principal queda d’água, de cima para baixo.

Dá para conhecer o básico das Cataratas do Iguaçu em meio período, dependendo do que pretende ver e das atividades que fará. Para participar do Macuco Safari, que recomendamos muito, precisará de algumas horas a mais. Você encontrará mais detalhes sobre a atração abaixo.

Além dos milhares de turistas com quem cruzará em sua visita ao parque, há também os quatis. Apesar de parecerem inofensivos, podem representar um risco, pois estão acostumados à presença humana e já nos associaram a fornecedores de comida. É comum atacarem mochilas e sacolas com lanches desassistidas.  Em nossa visita, encontramos também uma simpática família de capivaras, se alimentando próxima ao memorial a Santos Dumont.

É possível adquirir os ingressos na entrada do parque, nas bilheterias ou totens de autoatendimento, mas recomendamos comprar antecipadamente.  Ingressos para brasileiros a $ 41, com descontos para crianças até 11 anos e seniors.

Adquira seus Ingressos

Porto Canoas

O restaurante Porto Canoas, ao lado da Garganta do Diabo, proporciona uma experiência complementar única, pela espetacular vista das cataratas. O som das quedas d’água formariam uma trilha sonora perfeita, não fosse o barulho dos turistas. O sistema é self-service, com uma boa diversidade de pratos quentes e saladas a um preço fixo por pessoa.  Além do restaurante, o espaço possui ainda lojas de souvenirs, que oferecem de ímãs de geladeira a joias, e uma pequena praça de alimentação. 

Vista da Catarata desde o Restaurante Porto Canoas
Vista das cataratas desde o restaurante Porto Canoas

 

Você poderá optar pelo Passaporte Maravilhas, que oferece descontos para visitas às Cataratas, visita panorâmica Itaipu e Marco das 3 Fronteiras. Além das entradas, oferece desconto de 50% nos estacionamentos e 10% nos restaurantes e lojas das atrações.

O Parque Nacional de Iguaçu abre diariamente das 9h às 17h.


Macuco Safari

Nossa principal dica é: não deixe de participar do Macuco Safari. Vimos pessoas de todas as idades e nacionalidades divertindo-se muito e pedindo por mais. Apenas esteja preparado para sair muito molhado. Atenção mulheres: este é mais um momento “adeus chapinha!”.Se é verdade que banhos de cachoeira são bons para renovar as energias, este é de lavar o corpo e a alma.

Esta tradicional e divertidíssima atração encanta os visitantes há mais de 30 anos. A bordo de um pequeno barco a motor, você passará por baixo de algumas quedas d’água de menor porte. 

O passeio, dividido em três etapas, começa a bordo de um trenzinho elétrico, para reduzir o impacto ao meio ambiente. Leva os visitantes pela mata fechada por 3km, enquanto o guia explica, em português, espanhol e inglês, algumas curiosidades sobre o parque e a flora da região.

A segunda parte pode ser feita através de uma trilha de 600m, para chegar até a cachoeira Macuco, ou continuar com o trenzinho. De qualquer forma, chegará ao ponto de embarque e descerá por um elevador em diagonal até a área de acesso aos barcos.

Tivemos a ilusão de que capas para chuva nos protegeriam, mas estávamos completamente enganados. Pense em uma coisa inútil! Mesmo com elas, a água entrou pelo pescoço e nos encharcou. Então, use roupas e calçados que possam ser molhados, leve uma roupa seca adicional e aproveite cada minuto desta aventura. Para facilitar, há armários para locação e vestiários próximos à entrada do funicular.

 

 

 

O tempo total para o passeio é entre 1:30h e 2h, dependendo das filas. É super recomendado adquirir os ingressos  com antecedência, porque há um número limitado de participantes por dia e é bastante concorrido. Não existe idade mínima para participar e crianças até 6 anos não pagam ingresso. Adultos pagam R$ 238 e há descontos para crianças e seniors. 

Adquira seus Ingressos



Parque das Aves

Ao lado do Parque Nacional do Iguaçu, está o também imperdível Parque das Aves. Depois de conhecer o local, você entenderá porque esta é a segunda maior atração em quantidade de visitantes na cidade, perdendo apenas para as cataratas.

O parque recebe mais de 800.000 visitantes por ano em uma área de 160.000m2 de floresta subtropical restaurada, acessada por trilhas calçadas de 1,5km. É onde encontrará mais de 1.400 aves de 150 espécies em seu habitat natural.

Araras, flamingos, tucanos e várias outras espécies proporcionam um espetáculo de cores, beleza e movimento em amplos viveiros. Apesar de algumas pessoas serem contrárias à manutenção dos animais em espaços como este, a maioria destas aves não teriam condições de continuar soltas na natureza. Foram resgatadas em apreensões, por terem  se machucado, sofrido maus tratos ou em tentativas de tráfico ilegal.  Há ainda jacarés, cobras, macacos e o borboletário, uma das áreas mais coloridas do parque.

O Parque das Aves é a realização do sonho do casal Croukamp. Apaixonados por este grupo animal, decidiram criar um ambiente protegido em que pudessem cuidar de espécies resgatadas. No início da década de 90, compraram o terreno próximo ao Parque Nacional de Iguaçu e começaram a obra. O projeto previa o mínimo de intervenção à flora local, sem que fosse necessário derrubar árvore alguma.

O parque foi inaugurado em outubro de 1994, após receberem as primeiras aves através de doações de zoológicos e espécies confiscadas pelo Ibama. Hoje, atua em parceria com várias instituições em projetos de conservação, especialmente de espécies ameaçadas de extinção.

Ingressos para adultos a R$ 45. Crianças até 8 anos não pagam e há descontos para estudantes e seniors. Aberto diariamente, das 8:30h às 17h.

Adquira seus Ingressos

Seguros Promo

 

Puerto Iguazú – o lado argentino das Cataratas

Em nossa opinião, seu passeio pelas cataratas só estará completo se você conhecer os dois parques: o brasileiro e o argentino. São experiências complementares e vale muito a pena explorar ambos.

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

É tranquilo visitar o lado argentino das cataratas a partir de Foz. A apenas 30km do parque brasileiro, as belas quedas d’água ficam localizadas na cidade de Puerto Iguazú. Consideramos imperdível, mas que requer alguns pontos de atenção.

Como Ir

O primeiro ponto a levar em consideração é o horário. Dependendo da época do ano, estaremos em fusos diferentes, em função do horário de verão. No restante do ano é o mesmo do Brasil.

Se estiver em carro próprio, deverá pegar a Ponte Internacional Tancredo Neves, também conhecida como Ponte Internacional da Fraternidade. Para cruzar a fronteira, programe-se para gastar uns 20 minutos, mas na alta temporada este tempo pode aumentar. A imigração é tranquila, mas você deve levar seu passaporte válido ou RG emitido há menos de 10 anos.

Parque Nacional Iguazú tem apenas um terço do tamanho do brasileiro em área. Entretanto, dos 19 principais saltos, 14 estão no lado argentino. Recebe menos visitantes que o nosso lado, aproximadamente 1.500.000 por ano. Assim como ocorre no Brasil, a maior concentração de visitantes é do próprio país.

Em nossa opinião, o parque brasileiro é muito melhor em termos de organização. O lado argentino oferece um passeio mais raiz,  então recomendamos roupas e calçados mais frescos, confortáveis e que possam ser molhados. Leve também água, repelente e protetor solar. E um estoque extra de paciência, porque provavelmente precisará.

Entrada do Parque Nacional Iguazu na Argentina em o que fazer em Foz do Iguaçu
Entrada do Parque Nacional Iguazú, na Argentina

Como há muito para ver e o Parque Iguazú também é grande, achamos que chegar cedo seria uma boa opção. Nos enganamos: nós e todos os visitantes tivemos a mesma brilhante ideia. Fomos durante a semana, fora da alta temporada, e entre a entrada no estacionamento e o acesso ao parque levamos aproximadamente 1:30h. Sem contar o stress, porque era grande a quantidade de turistas tentando furar as enormes filas.

A verdade é que teríamos aproveitado melhor nosso tempo e nos cansado menos se chegássemos 2h depois da abertura do parque, pois a entrada estava vazia a partir das 10h. Como os ingressos são vendidos somente nas bilheterias do parque, as filas podem ser longas e lentas. Há uma especial para guias com grupos, idosos, gestantes ou pessoas com crianças de colo. A melhor alternativa é pegar um tour que lhe apanha em seu hotel, já com o ingresso e lhe traz de volta no final da tarde.

Adquira seus Ingressos

Lembre-se de pegar um mapa na entrada, pois as indicações e mapas internos são confusos. Para chegar às passarelas, você precisará fazer um passeio com o Trem Ecológico. Puxado por locomotivas elétricas e movidas a GPL, gás de petróleo liquefeito, produzem menor impacto ambiental. Se a proposta ecológica é perfeita, a logística deixa a desejar.

Não haviam filas para entrar, os visitantes se aglomeravam e o empurra-empurra corria solto. Fazem apenas um controle para saber quantos passageiros embarcarão na próxima saída, através de uma senha. Parecia estação do metrô em horário de pico. 

O passeio no trenzinho inicia na Estação Central. A partir daí, são duas as estações: Cataratas e Garganta do Diabo. Há saídas a cada 30 minutos, no máximo. Dependendo da época, você será obrigado a descer na estação Cataratas, ainda que prefira iniciar o passeio pela Garganta do Diabo. A partir daí, mais uma senha para o próximo trecho, mais confusão e empurra-empurra. 

Com início na estação Cataratas, há duas trilhas a fazer. O Paseo Superior, de 650m pelas passarelas, oferece vários mirantes pelo trajeto. O caminho é lindo, mas confuso e cheio de escadas. Nada aconselhável para quem estiver com crianças de colo ou tiver dificuldade de locomoção. O Paseo Inferior oferece visão para algumas quedas d’água e mais mirantes.

A partir da estação Garganta do Diabo, há a passarelas da parte superior, cuja extensão é de 1,5km aproximadamente. Vai estar cheia, você vai se molhar muito e, ainda assim, sairá de lá encantado com a experiência. Ao final do caminho, estará sobre a maior das quedas d’água. Assim como do lado brasileiro, a força das águas e o som das quedas emocionam. Há a formação de arco-íris no início da manhã e no final da tarde, tornando o local ainda mais mágico. O último trem para retornar à Estação Central sai às 16h.

Aqui também vale a dica para tomar cuidado com os quatis. Assim como no lado brasileiro, os pequenos já estão acostumados a buscar por alimentos e não temem a presença dos visitantes.

Assim como o lado brasileiro tem o passeio de barco Macuco Safari, o argentino tem a Aventura Nautica. Infelizmente não estava operando quando visitamos, em fevereiro de 2019. Conversamos com algumas pessoas que participaram de ambos e disseram que o argentino tem mais emoção, mas sentiram-se mais seguras no passeio brasileiro. Existe ainda o Gran Aventura, que oferece traslado em jipe até a embarcação. Como ponto positivo, você deixa de enfrentar o perrengue do trenzinho. Por outro lado, deixa de ver a beleza das cataratas a partir dos mirantes. Escolhas que precisamos fazer na vida.

Promovem todos os meses passeios noturnos especiais durante a lua cheia. É super concorrido entre estrangeiros e necessário reservar com antecedência. Foram apresentados alguns documentários sobre a região na China e há muita procura especificamente por este período por parte de turistas orientais

Ingressos para moradores do Mercosul AR$ 560 (R$ 55), com descontos para crianças até 12 anos. Como mencionamos, os ingressos só podem ser adquiridos na entrada do parque e o pagamento realizado em pesos argentinos, cartão de crédito Visa ou Mastercard. Aberto diariamente das 8h às 18h, com entrada permitida até as 16:30h.


O que fazer em Puerto Iguazú

Você pode aproveitar sua visita à terra dos hermanos para fazer boas compras. Ao lado da ponte da Fraternidade, há o Duty Free Shop Puerto Iguazú, um enorme complexo com produtos importados, sem incidência de impostos. Uma boa alternativa aos produtos vendidos no outro país vizinho.

Caso você seja amante de bons vinhos, pode ainda aproveitar as ótimas vinotecas da cidade. Encontrará opções interessantes de argentinos por menos de US$ 10. Se puder, aproveite também para jantar em um dos muitos restaurantes da cidade. Como deve saber, a carne argentina é espetacular e os preços são bem atrativos.

Se você gosta de cassinos e tem vontade tentar a sorte em mesas de carteado ou roletas, tem um motivo a mais para ir a Puerto Iguazú . Proibidas no Brasil, as luxuosas casas de jogos são comuns no país vizinho. Os mais conhecidos na cidade são o Aracay, o Iguazu Grand Resort, o Cafe Central e o Panoramic. Não é possível fotografar o interior destes estabelecimentos, mas pode ser uma experiência interessante transitar entre as mesas e as máquinas caça-níqueis.


Itaipu Binacional

A estrutura e a história de Itaipu impressionam. Impossível conhecer a usina sem que o orgulho de ser brasileiro bata forte. Construída entre Brasil e Paraguai, foi considerada uma das Maravilhas da Engenharia Moderna. Além disto, é uma das poucas usinas do mundo com visitação permitida, representando uma das melhores atrações na região. Até hoje, mais de 20 milhões de visitantes já se encantaram com sua estrutura.

Sua instalação foi determinante para o desenvolvimento da região de Foz de Iguaçu. Durante sua construção, na década de 70, a obra chegou a empregar mais de 40.000 funcionários, representando mais de 100.000 novos moradores.

Tudo em Itaipu é enorme. A barragem tem quase 8km de extensão e 200m de altura máxima. Como curiosidade, com o volume de concreto utilizado em sua construção poderiam ser erguidos mais de 200 estádios de futebol como o Maracanã. A quantidade de ferro e aço poderiam erguer 380 Torres Eiffel. E a vazão máxima do vertedouro é 40 vezes maior que a média das impressionantes Cataratas do Iguaçu. 

Apesar da hidrelétrica de Três Gargantas, na China, ter maior potencial instalado, depende de condições climáticas desfavoráveis. São 32 turbinas na usina chinesa contra 20 na brasileira. Entretanto, o rio Yang Tsé possui uma vazão de água menor que o Rio Paraná e seu lago permanece congelado boa parte do ano. Por estes motivos, a usina chinesa produziu mais energia que Itaipu uma única vez até o momento, em 2014. Então, de fato, Itaipu permanece como maior produtora mundial de energia.

Tudo em Itaipu é compartilhado meio a meio entre Brasil e Paraguai. Investimentos, despesas, receitas e até gestão. A administração é conjunta, havendo um gerente geral brasileiro, indicado pelo Governo Federal, e outro Paraguaio. A distribuição da quantidade de colaboradores também obedece a este critério.

Atualmente, o Brasil utiliza 85% da energia gerada na usina, que representa 15% de toda a energia consumida no país. O Paraguai, nosso sócio no empreendimento, possui uma população de apenas 7 milhões de pessoas, menos que a cidade de São Paulo. Isto justifica seu baixo consumo, quando comparado ao brasileiro.

Há dois tipos de tours. Ambos se iniciam com um vídeo que conta um pouco sobre a história da usina. Na panorâmica, são realizadas apenas visitas nas áreas externas, com vistas do vertedouro ao topo da barragem. No circuito especial, você será conduzido até o coração da usina, conhecerá os equipamentos utilizados e terá uma vista da sala de comando central. Neste espaço, existe uma marcação simbólica da fronteira entre os dois países. É divertido tirar fotos com um pé de cada lado da linha imaginária.

Os guias apresentam as informações em português, inglês e espanhol. Enquanto a visita panorâmica dura aproximadamente 1h, o circuito especial tomará em torno de 2:30h. Se tiver interesse em fazer o completo, que recomendamos muito, é importante reservar com antecedência.

Adquira seus Ingressos

O circuito especial só pode ser realizado por maiores de 14 anos.  Como dica, vá com roupas confortáveis e, se visitar durante o verão, as mais frescas possíveis. Faz muito calor no interior das instalações durante os dias mais quentes.

Não é permitido fazer este tour com roupas acima do joelho, sapatos com salto, sandálias abertas ou chinelos de dedo. Acreditem: mesmo um saltinho poderá ser barrado na portaria por uma questão de segurança. Bolsas e mochilas também devem ser guardadas em armários alugados próximos à área de embarque.


Passeio de Catamarã no pôr do sol

Um passeio complementar à visita a Itaipu é o pôr do sol a bordo de um confortável catamarã. Passear pelas águas calmas do Lago de Itaipu é a forma perfeita para fechar um dia intenso de passeios na região.

Com embarque no Cataratas Iate Clube, o Kattamaram II tem 35m e capacidade para mais de 200 passageiros. Há serviço a bordo, e você poderá optar entre ficar na parte interna climatizada ou no solário, na parte externa superior, onde terá uma vista sensacional do pôr do sol.

O passeio tem duração aproximada de 1h de navegação e 1:45h total. Há saídas diárias, com horário estabelecido de acordo com a época do ano. Adultos a R$ 90, com descontos para estudantes, professores e seniors.

Adquira seus Ingressos

Marco das Três Fonteiras

No encontro entre os Rios Iguaçu e Paraná, encontra-se um dos principais símbolos da região. O Marco das Três Fronteiras possui três estruturas distintas, com obeliscos no Brasil, em Puerto Iguazú, na Argentina, e em Ciudad del Este, no Paraguai. O marco de cada país é pintado com as cores de sua bandeira e é possível avistá-los a partir de qualquer um dos mirantes.

Um dos principais pontos turísticos de Foz do Iguaçu, foi inaugurado em 1903, junto com o argentino. O obelisco paraguaio foi erguido apenas em 1961. Do nosso lado, foi totalmente revitalizado no final de 2016. Se você esteve no local antes disto, considere revisitar e conhecer a nova proposta. Além do famoso obelisco pintado nas cores da bandeira do Brasil, o espaço abriga outras atrações.

Centro do complexo, a vila cenográfica homenageia as Missões Jesuíticas e a história do desenvolvimento de Foz do Iguaçu. A Praça das Missões é palco de apresentações culturais quase todas as noites, com danças típicas dos três países. Em noites de chuva, o espetáculo ocorre dentro do restaurante do complexo.

Mas o ponto central é mesmo a Praça das Três Fronteiras, onde encontra-se o famoso obelisco e seu mirante. Recomendamos que visite em um final da tarde, quando terá a oportunidade de assistir a um belo pôr do sol.

Há ainda o Memorial Cabeza de Vaca, com informações sobre a história da região e o primeiro homem branco a ver as cataratas em 1542, guiado por locais. Um filme de 12 minutos retrata a história do capitão espanhol Álvar Nuñez, conhecido como Cabeza de Vaca.

O restaurante Cabeza de Vaca, único no complexo, funciona no esquema self-servicee tem capacidade para 180 pessoas. Oferece o melhor da culinária regional em um ambiente super agradável e climatizado. Aberto de terça a domingo, das 16h às 23h. 

O complexo conta ainda com uma ampla loja de souvenirs e um parque infantil para diversão dos pequenos.

Aberto das 14h às 23h. Ingressos a R$ 24 para adultos, com descontos para estudantes e seniors.  Moradores da região não pagam ingresso mediante apresentação de comprovantes. 

Adquira seus Ingressos

É possível adquirir o Passaporte Maravilhas, que contempla a entrada no Parque Nacional de Iguaçu, visita panorâmica a Itaipu Binacional e Marco das 3 Fronteiras. Ainda proporciona descontos nas lojas e estacionamentos das atrações. Adultos R$ 99, com descontos para estudantes e seniors.


Dreamland – Foz do Iguaçu Park Show

Este divertido complexo de 60.000m2 possui 4 diferentes atrações no mesmo espaço: Museu de Cera, Vale dos Dinossauros, Ice Bar e Super Carros. É do mesmo grupo que mantém atrações similares em Gramado e Canela. Localizado na Avenida das Cataratas, o visual moderno e chamativo atrai a atenção dos visitantes que passam por sua entrada.

Entrada do Complexo Dreamland
Complexo Dreamland

Museu de Cera Dreamland

Primeiro museu de cera da América Latina, possui mais de 100 réplicas em tamanho natural,  em 15 cenários distintos. Você encontrará celebridades de várias áreas, como cinema, esportes, música e política. Poderá tirar suas próprias fotos ou contar com profissionais do parque para ajudá-lo com os melhores ângulos.

Diariamente, das 8h às 22h.

Maravilhas do Mundo

No andar superior do Museu de Cera, você encontrará miniaturas das mais famosas atrações turísticas de todo o mundo.  Viajará do Cristo Redentor ao Coliseu, das pirâmides do Egito à Torre Eiffel. É um passeio de uns 30 minutos, que diverte principalmente os pequenos.

Vale dos Dinossauros  

Divertido e educativo, este passeio ao ar livre levará você e sua família por uma trilha onde encontrará mais de 20 réplicas em tamanho natural. Os animais se movimentam e emitem sons, divertindo os visitantes mirins. O principal personagem é o tiranossauro rex, com aproximadamente 12m de altura. 

Diariamente, das 8h às 18h.

Vista da Entrada do Vale dos Dinsossauros em o que fazer em Foz do Iguaçu
Entrada do Vale dos Dinsossauros

Super Carros

Apesar de bem menor que a unidade de Gramado, ainda assim arranca suspiros dos apaixonados por carros esportivos. Aqui, você poderá viver a emoção de dirigir, andar como passageiro ou apenas tirar fotos em um dos seus modelos preferidos. Entre Ferraris e Camaros, meninos e meninas de todas as idades realizam a fantasia de possuir o carro dos sonhos, mesmo que por poucos minutos.

Diariamente, das 9h às 19h

Vista dos Supercarros no Dreamland em o que fazer em Foz do Iguaçú
Supercarros no Dreamland

Dreams Ice Bar 

Maior bar de gelo do Brasil, diverte seus visitantes com um cenário que contrasta muito com o frequente calor da região. Com temperatura média de -5oC, o bar é totalmente coberto por gelo, incluindo paredes, móveis e copos. Esculturas de gelo também ajudam a decorar o local. Durante 30 minutos, você e sua família poderão se divertir em um ambiente totalmente fora do convencional, curtindo o open bar com licores e coquetéis exclusivos. Para entrar, você receberá jaquetas e luvas para aquecê-lo durante a permanência. Aberto diariamente das 8h às 23h.

Foto do Ice Bar do Dreamland em o que fazer em Foz do Iguaçu
Ice Bar

Há várias combinações de ingresso possíveis entre as atrações do parque. Sugerimos consultar o site da TourOn e verificar o mais adequado para você. 

Adquira seus Ingressos

Templo Budista Chen Tien

Com tantos espaços naturais maravilhosos e preservados, sem dúvida a energia de Foz do Iguaçu é especial. Mas há entre as muitas atrações da cidade um lugar inspirador, imperdível para pessoas que gostam de paz e silêncio: o Templo Budista Chen Tien. Ainda que você não tenha afinidade com a religião, recomendamos que conheça ao menos os amplos e bem cuidados jardins.

O Templo Budista de Foz do Iguaçu segue a escola Mahayana e foi construído pela comunidade oriental da cidade. Ocupa uma área nobre na região alta, próxima à fronteira com o Paraguai, e é o segundo maior da América do Sul. Abriga um centro de estudos e meditação.

Inaugurado em 1996, o belo templo possui dois andares. Apesar do térreo ser aberto a visitação, não permitem que seja fotografado. A parte superior é a residência dos mestres.  Atualmente, apenas quatro residem no local. A construção foi inspirada em referências simples da arquitetura oriental

Foi erguido em homenagem a Siddhartha Gautama, o Buda Shakyamuni ou o Buda Iluminado. Na praça principal, uma imponente estátua com 10m de altura reflete a influência do fundador do budismo. A sua frente, 108 estátuas idênticas do Buda Amithaba, o Buda da Luz Infinita.  Assim como para os místicos, no budismo este número possui uma simbologia muito forte. O japamala, ou cordão de contas, possui 108 pequenas peças para ajudar na contagem da entoação do mantra, que deve ser repetido 108 vezes.

Outro ponto que chama a atenção da maioria dos visitantes é a estátua de Mi La Pu-San, o Buda Sorridente, com 7m de altura. De acordo com a doutrina, ele é o responsável por trazer felicidade e prosperidade às pessoas de bom coração. Impossível não se encantar por sua simpática figura.

Há uma loja de souvenirse produtos relacionados ao budismo no local. Caso deseje adquirir algo, esteja atento para o fato de não aceitarem cartão, apenas dinheiro em espécie.

Por ser um local religioso, solicitam respeito, silêncio e roupas adequadas. Não é permitido fazer picnicsou consumir bebidas alcoólicas em suas dependências.

Aberto de terça a domingo, das 9:30h às 16:30h.

Mesquita Omar Ibn Al-Khattab

Foz de Iguaçu tem uma comunidade islâmica expressiva e atuante. Como reflexo disso, há vários pontos que refletem esta influência, como a gastronomia e a religião. 

A Mesquita Muçulmana inaugurada em 1983 é uma construção branca belíssima, que impressiona a partir de seu exterior, com duas torres de mais de 15m de altura.  A sala de orações oval, com 400m2, é muito rica em detalhes, com decoração em arabescos. Possui indicativo da localização da cidade sagrada de Meca, para onde os muçulmanos se voltam, ajoelhados, ao fazer suas orações.

Com entrada gratuita, solicitam apenas respeito pelo espaço e roupas adequadas. Não é permitido entrar de saias curtas ou bermudas. As mulheres devem ainda cobrir a cabeça e os ombros, mas emprestam véus (hijab) apropriados na entrada. 

Aberto de segunda a sexta, das 9h às 11:30h e das 14h às 16:00h. Sábados apenas pela manhã.

Caso você goste da culinária árabe, vai se encantar também com as doceiras localizadas em frente à Mesquita. 

Esportes e aventura em Foz do Iguaçu

Amantes de adrenalina também encontram excelentes opções na região. No Parque Nacional de Iguaçu, as alternativas incluem várias trilhas, cahoeirismo, rapel, rafting e arvorismo.

Outra alternativa é wakeboard, esporte muito praticado na região. Além da modalidade tradicional, com lanchas puxando as pranchas, há também o Wake Iguassu. Neste parque, há a possibilidade de praticar o esporte sendo puxado por cabos de aço.  

Uma experiência única é realizada através do Skydive Foz, uma escola de paraquedismo que oferece a oportunidade de saltos duplos na região. Saltando de 3.000m, terá como cenários para esta aventura a tríplice fronteira, a Hidrelétrica e o Lago de Itaipu. Queremos muito vivenciar esta emoção, mas ficou para a próxima visita à cidade.

Outra atração em nossa lista de desejos é o passeio de helicóptero em Foz do Iguaçu. Operando na região desde 1973,  a Helisul já realizou este sonho para mais de 3 milhões de visitantes. A Geisi e o Flávio, do Viajando na Janela, fizeram o voo sobre as cataratas e contaram todos os detalhes.

Adquira seus Ingressos

Onde ficar em Foz do Iguaçu

Destino com uma das melhores estruturas turísticas do país, Foz do Iguaçu oferece centenas de opções de hospedagem para todos os estilos de visitantes. Você encontrará hostels, pousadas, hotéis de várias categorias e resorts com atrações para toda a família e excelente relação custo x benefício. 

Wish Foz do Iguaçu

Em nossa última visita à cidade, nos hospedamos no Wish Foz do Iguaçu.  Tivemos um único desafio com a experiência: é tão completo e agradável que precisávamos de um esforço adicional para sair de lá e explorar a região.

Eleito como melhor resort para famílias no Brasil, faz por merecer o título. Em meio a um complexo com um campo de golf, tudo no hotel superou nossas expectativas. O hotel é lindo, com espaços amplos e muito bem cuidados. A acomodação é excelente, com cama, chuveiro, roupas de cama e banho dignos de um 5 estrelas. O atendimento é perfeito e o café da manhã, com mais de 80 itens deliciosos, faz qualquer dia começar muito bem. 

A área de lazer é imensa, com piscina, academia e uma área para crianças como nunca tínhamos visto. Até seu pet é bem-vindo e tem espaço especial para ele. A gastronomia também é um ponto forte, mas falaremos sobre isto abaixo.

Fizemos este post do Wish  com todas as informações sobre este resort, que conquistou um lugar no topo da lista de melhores hotéis que ficamos no Brasil.

Se deseja optar por um outro estilo de acomodação, veja algumas opções que o Booking apresenta:

Booking.com

 

 

Compras no Paraguai

Sem dúvida, umas das grandes atrações de o que fazer em Foz do Iguaçu é ir até o país vizinho e aproveitar os preços atrativos em seu comércio.

Com o objetivo de ajudar você, neste passeio que pode ser legal, mas tem muitas pegadinhas desagradáveis, escrevemos um post dedicado a compras no Paraguai.

Nele mencionamos muitas dicas e sugestões de compras / lojas, mas também de segurança.

 

Restaurantes em Foz do Iguaçu

Assim como ocorre com hospedagem, encontrará também inúmeras opções de restaurantes na cidade. São representantes de todas as especialidades, com representantes do mundo inteiro.  Comidas regionais, árabes, italianas e asiáticas são as mais presentes, além dos famosos churrascos.

Porto Canoas

Este restaurante é parada obrigatória para quem passa o dia no Parque Nacional de Iguaçu. Como mencionamos, tem uma vista espetacular para a Garganta do Diabo, a maior das quedas. Oferece pratos quentes e saladas em esquema self-service, a um valor fixo justo. O único senão é o barulho, o que é uma pena. 

Rafain Restaurante

Super tradicional, o Rafain está localizado na Avenida das Cataratas e foi inaugurado há quase 40 anos. O restaurante é enorme e parada obrigatória para quem vai conhecer a cidade. Também em estilo self-service, oferece mais de 200 itens entre salgados e doces. Uma grande variedade de carnes, massas, saladas e sobremesas faz a alegria de turistas de todo o mundo.

Adquira seus Ingressos

A casa é famosa por seu espetáculo latino-americano, que consta no Guinnesscomo maior show de danças nacionais em todo o mundo. Dançarinos e músicos se revezam ao apresentar danças típicas do Brasil, Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Colômbia e México. Aberto de segunda a sábado, a partir das 19:30h.

Golf Grill

Maior restaurante do Wish Resort, é um grande buffet que atende do café da manhã ao jantar. Com estações temáticas, faz com que você comece a se deliciar pela apresentação de cada prato. Aberto ao público em geral.

Forneria di Como

Pequeno, aconchegante e descontraído, é ideal para um jantar a dois ou uma comemoração especial. Este restaurante especializado em culinária italiana nos conquistou, não apenas pelo excelente atendimento, mas pelo sabor das massas e risotos da casa. Apesar de estar no Wish, abre ao público em geral de terça a sábado, das 19h às 22:30h.

Frontera Sur

Especializado em parrillas argentinas, prepara os cortes mais nobres no ponto ideal, de acordo com sua preferência. Tem uma boa carta de vinhos para acompanhar as carnes. O ambiente é clean e o atendimento ótimo. Excelente pedida para um jantar especial, a dois ou em pequenos grupos. Aberto de quinta a segunda, das 19h às 22:30h, tanto para hóspedes quanto para o público em geral.

 

Para complementar a leitura veja nosso artigo da Road Trip que fizemos saindo do Brasil por Foz do Iguaçu e seguimos de carro ao atacama.

https://suasproximasviagens.com.br/road-trip-expedicao-cone-sul/

https://suasproximasviagens.com.br/atacama-carro-moto/

 

 

PLANEJANDO SUA VIAGEM 

Planeje sua viagem através do Suas Próximas Viagens. Nossos Parceiros são os mais conceituados do mercado, oferecem serviços de qualidade e são referência em suas áreas.

Nós frequentemente usamos estes serviços em nossas viagens e recomendamos. Em muitos artigos, deixamos de mencionar diversas empresas, pois não tivemos boas experiências com elas. Nosso objetivo é ajudar você a planejar suas próximas viagens para que sejam sensacionais!

 
  • HOSPEDAGEM →  Você encontrará as melhores opções através do booking.com 
  • PASSAGEM AÉREA →  Pesquise e Compre Passagens aéreas com a Passagens Promo 
  • ALUGUEL DE CARRO →  Alugue um carro com facilidade e segurança na rentcars.com 
  • SEGURO VIAGEM → Viaje mais tranquilo e com segurança com a Seguros Promo  

10 Comments

  1. Pingback: Road trip pela América do Sul: de Pucón a Bariloche – Andreia Lisboa

  2. Pingback: Road trip pela América do Sul: de Pucón a Bariloche – Isabella Barros Martins

  3. Caramba…quanta dica bacana num lugar só…Vc sabe que eu estive em Foz a muitttttooooo tempo atrás…e adorei relembrar com o seu post e ter uma nova visão de como está tudo por lá. Preciso voltar urgente!!! Obrigada por compartilhar.

    • Silvia Bolzani

      Andrea, a cidade está linda e com uma mega estrutura! Tudo em Foz encanta. Recomendo ir e aproveitar tudo o que a região oferece. Depois conte pra gente o que achou. Beijo grande

  4. Adorei o post! Foz do Iguaçu é um dos destinos mais interessantes do Brasil. Tenho muita vontade de voltar e fazer alguns passeios que não conheci e foram indicados por você, como o passeio de catamarã para ver o pôr do sol. Parece ser lindo demais!

    • Silvia Bolzani

      Lulu, também achamos o destino encantador e o passeio de catamarã é super legal! Recomendamos incluir em seu roteiro na próxima visita à cidade. Um beijo grande!

  5. Eu sou apaixonada por Foz! Conheci o destinho há alguns anos quando ganhei a viagem em um sorteio, acredita? Foi incrível! 🙂

    • Silvia Bolzani

      Que sorte, Camila! Deve ter sido ainda mais gostoso. Também ficamos apaixonados pela beleza natural e toda a estrutura da cidade. Já queremos voltar….

  6. O post ta super completíssimo mesmo! Já guardei as dicas porque ainda não conheço Foz! Uma dúvida: qual o horário de entrada no parque? Vi as fotos de vcs com as cataratas no amanhecer e fiquei encantada!

    • Adriano Bolzani

      Bruna, o parque opera das 9:00 às 18:00. Se você se hospedar no hotel dentro parque poderá ter acesso a qualquer momento. NÃO foi nosso caso. Tivemos uma autorização especial do ICMBio para entrarmos mais cedo para tirarmos as fotos ao amanhecer. Abração

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*