Imagem da Clos Apalta em Vale de Colchagua

Vale de Colchagua – Berço dos melhores vinhos Chilenos

Imagine uma região super acolhedora, arborizada e florida, com arquitetura diferenciada e produtora dos melhores vinhos chilenos. Assim é o Vale de Colchagua, no Chile. A apenas 160km ao sul de Santiago, é uma área maravilhosa e com excelente infraestrutura turística. 

Ainda pouco conhecida por brasileiros, recebe enoturistas do mundo todo. Se você aprecia bons vinhos, inclua o vale em sua lista de desejos. Temos certeza que, em pouco tempo, será tão querida quanto Mendoza, na Argentina. Principalmente se considerarmos que mais da metade dos vinhos importados no Brasil são provenientes de vinícolas do Chile, fica clara esta tendência.

Índice


Muitos dos principais rótulos chilenos são produzidos no Vale de Colchagua. Só isto já seria um excelente motivo para conhecer, mas é perfeito também para relaxar, para uma escapada romântica ou mesmo para beber entre amigos.

As maiores cidades da região são Santa Cruz e San Fernando. Apesar de algumas agências de Santiago oferecerem passeios tipo bate e volta, o Vale de Colchagua merece ser visitado por ao menos 4 dias inteiros. Recomendamos uma programação tranquila, no melhor estilo slow travel. 

Há muitas opções a conhecer: de modernas vinícolas exportadoras a pequenas e charmosas viñas familiares, com rótulos premium e pequena produção. Monte seu próprio roteiro,  incluindo tempo suficiente para explorar o Valle de Colchagua por todos os sentidos. Com certeza você se apaixonará por suas paisagens, cores, aromas, sabores e pelo som da natureza ao redor. Trará na bagagem de volta bons vinhos, memórias maravilhosas e vontade voltar outras vezes. 

Melhores vinhos Chilenos

A localização do Chile é das mais privilegiadas para a vinicultura. Com o Pacífico ao oeste, a Cordilheira dos Andes ao leste, o Deserto do Atacama ao norte e a Patagônia ao sul, o centro do país fica contido entre estes limites naturais. Este isolamento proporciona um ambiente fantástico para a produção de frutas, em especial uvas. Além disto, protege as plantações também de eventuais pragas, um grande problema enfrentado pelos produtores europeus. Por todos estes motivos, o Vale de Colchagua é frequentemente citado por publicações especializadas como uma das melhores regiões produtoras de vinhos e entre os principais destinos de enoturismo do mundo.

A Seguros Promo é uma empresa inovadora, com os mais novos e mais completos planos de Seguro Viagem do mercado. Ela vai pesquisar entre as maiores Seguradoras do Mundo, a melhor oferta de um seguro de acordo com o seu perfil e da sua viagem. Acesse agora e faça orçamento para o seu Seguro Viagem. Irá se surpreender ao saber que sua tranquilidade custará menos do que imagina.

Seguros Promo

O resultado são rótulos de excelente qualidade a preços muito interessantes. O Chile recebeu influência e investimentos de vários produtores franceses no desenvolvimento de suas vinícolas, em especial da região de Bordeaux. Muitos de seus tintos renomados resultam de associações entre viñas chilenas e grandes produtores mundiais. Em termos de mercado consumidor, a maior parte da produção é exportada, sendo os Estados Unidos seu maior comprador. 

Cabernet sauvignon é a principal uva produzida no Chile, presente em vinhos de todos os tipos, dos simples aos elaborados. Apesar disto, a cepa mais emblemática em seus tintos é mesmo a carménère. Ela está para os vinhos chilenos como a malbec para os argentinos. 


Quando ir

Durante o ano todo você encontrará bons motivos para ir ao Vale de Colchagua. Há eventos gastronômicos e de degustação de vinhos com frequência e a maioria das vinícolas abrem todos os dias, inclusive feriados e finais de semana. 

A época mais especial e concorrida é o começo de março, quando ocorre a vendímia. É o início da colheita das uvas, comemorado em toda a região com a Fiesta de la Vendimia. A cidade de Santa Cruz fica colorida, lotada e repleta de eventos culturais e enogastronômicos.  Caso prefira evitar multidões, recomendamos ir pouco antes ou depois.


Imagem da rua de Santa Cruz durante a festa da Vendímia no Vale do Colchagua
Rua decorada para a Fiesta de la Vendimia

Como pode imaginar, o verão é alta temporada, com temperaturas entre os 12oC e os 28oC. É quando encontrará as parreiras cheias de cachos, em um espetáculo lindo e delicioso. Fomos nesta época e, além de encantados com a beleza dos vinhedos carregados, nos deliciamos ao experimentar vários tipos de uva.

Apesar disto, a maioria dos turistas brasileiros visita a região durante o inverno. Com frequência, viagens para as estações de ski do Chile são associados a alguns dias de relaxamento em meio a bons vinhos e belas paisagens. Se por um lado as parreiras estarão dormentes, sem folhas ou frutos, por outro as montanhas estarão cobertas por neve, tornando o cenário ainda mais especial.

Primavera e outono são, como na maioria dos destinos, baixa temporada. Isto equivale a temperaturas amenas, atrações menos concorridas e hospedagem mais em conta. Como as estações do ano são bem marcadas, a paisagem estará com as cores características de cada época. Os locais dizem que são as estações de todas as cores e sabores do Colchagua.

Independente de quando for, leve sempre agasalhos com você, pois há muita oscilação térmica. Mesmo durante o quente verão, quando a temperatura máxima passa dos 30oC, a mínima fica na casa dos 10oC à noite e no início da manhã. 


Como ir e se deslocar

O Vale de Colchagua fica no centro do Chile, a apenas 160km ao sul de Santiago. O acesso a este pedaço de paraíso é através de uma estrada excelente, a Ruta 5, em 2h de viagem. A forma mais fácil é alugar um carro na capital e dirigir até a região. Poderá ir também de ônibus até Santa Cruz ou San Fernando. São várias opções de empresas e horários, a partir do Terminal Sur. 

Quanto ao deslocamento, as vinícolas ficam distantes umas das outras e transporte público não é uma alternativa viável. Estar com um carro alugado dará a você flexibilidade e economia, mas há o inconveniente de não poder beber nas degustações. Seja consciente e só opte por isto caso tenha no grupo um motorista da vez. Sugerimos baixar o google maps para usar offline, para não depender totalmente de sinal de GSM.

Link Rentcars Suas Próximas Viagens

Se considerar alugar um carro, consulte a rentcars.com Sempre usamos a usamos pois pesquisa nas principais locadoras e apresenta as melhores opções. Permite pagar em Reais, parcelado e sem a incidência do IOF nas locações internacionais.


Há a possibilidade de contratar tours privativos ou coletivos com agências de receptivo. Apesar de ter poucos motoristas, o aplicativo uber também funciona na região e é bem mais econômico que usar taxis. 


O que fazer no Vale de Colchagua

A região é de uma beleza incrível, com uma combinação maravilhosa de montanhas e vinícolas por todos os lados. A Vino Eventos, especializada em viagens de enoturismo, montou nosso roteiro com carinho e profissionalismo, nos assessorando nas reservas e contatos. Ficamos absolutamente encantados com tudo o que vivenciamos na região. Apesar disto, temos consciência de que ainda há muito a conhecer – e já queremos voltar! 


Casa Silva

Se precisássemos definir a Casa Silva em uma única palavra, seria Paixão. Aquele sentimento que motiva, impulsionando a fazer mais e melhor. Paixão pela terra, por suas origens, pelo trabalho e, é claro, por seus incríveis vinhos. 

Vinícola do Chile mais premiada nos últimos anos, somente em 2017 conquistou 111 títulos. Foi uma das que mais contribuíram para o desenvolvimento dos vinhos do país. Chegaram ao Vale de Colchagua no final do século XIX e dedicaram-se à vinicultura desde então. Apesar disto, quase 100 anos se passaram até criarem a própria marca, em 1997.

A Casa Silva equilibra perfeitamente tradição e modernidade.  Com vinhedos e adega centenários, conta com o melhor da tecnologia a sua disposição. Além disto, a consultoria de um dos enólogos mais renomados do mundo, Mario Geisse, é um dos seus segredos de sucesso. O resultado são alguns dos melhores carménères que já tivemos o privilégio de experimentar. Resumindo, somos fãs!

O tour conta a história, mostra as modernas instalações e permite degustar excelentes rótulos. Apenas nesta propriedade são mais de 150 hectares de vinhedos, somados a outros 850 em quatro regiões. Você terá ainda a oportunidade de conhecer um pouco de outras duas paixões da família: cavalos e carros antigos. Uma combinação sensacional.

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI


Para complementar o complexo, possui um charmoso hotel com 8 suítes. O Hotel Boutique Casa Silva foi instalado na residência centenária da família, em estilo colonial. Seus hóspedes são recebidos como convidados, em um ambiente acolhedor e romântico. 



O restaurante, instalado ao lado do Clube de Polo, Rodeio e Equitação, tem uma vista espetacular para o campo onde ocorrem vários torneios. Seu serviço acompanha o mesmo padrão e oferece um menu delicioso, harmonizado com seus ótimos vinhos. Você terá dificuldades em escolher entre especialidades chilenas, parrilla e frutos do mar. Há também um wine bar, onde encontrará os rótulos da casa e outros produtos ligados a vinhos. Havíamos nos planejado para permanecer por 4h na vinícola, mas depois de 7h saímos programando a próxima visita. Inesquecível!



Clos Apalta / Lapostolle

A renomada Clos Apalta é outra vinícola que precisa entrar em seu roteiro, e será uma das boas surpresas da viagem. Pertence ao grupo Lapostolle, que conta com um total de  370 hectares em três regiões distintas, produzindo 200.000 caixas de vinho por ano, a maior parte exportada para 60 países. 


Imagem do interior da adega da Clos Apalta no vale de colchagua
Degustação na Adega

Na Clos Apalta, são 190 hectares de vinhedos e muita beleza natural. A francesa Alexandra Marnier Lapostolle, conhecida como a Dama do Vinho, é a proprietária e idealizadora da vinícola. Herdeira da Château de Sancerre, criadora do famoso licor Grand Marnier, queria criar a própria história. Alexandra visitou o terroir em 1993 e se encantou à primeira vista. Encontrou na região tudo o que buscava para realizar seu sonho, assessorada pelo renomado enólogo Michel Rolland. 

Pouco mais de uma década depois, a Casa Lapostolle recebeu um prêmio que coroou este sucesso. O Clos Apalta 2005, corte de carménère, cabernet sauvignon, merlot e petit verdot, foi o primeiro sul americano a ser eleito vinho do ano pela renomada Wine Spectator. E isto representa muito. Para ter ideia do que isto representa, os avaliadores degustaram quase 20.000 rótulos aquele ano. Outros vinhos da Clos Apalta têm recebido pontuações superiores a 90 pontos em várias avaliações.

Apesar de conhecermos o premiado Clos Apalta, não imaginávamos a ótima estrutura que a vinícola mantém. As visitas guiadas são repletas de informações interessantes sobre seus vinhos orgânicos, produzidos através de viticultura biodinâmica. A vinícola foi planejada para otimizar o processo produtivo gravitacional, ou seja, aproveitando a ação da gravidade para melhorar o resultado na produção. Como consequência, a adega fica a 25m de profundidade, 6 pisos abaixo do térreo. Algumas formações rochosas foram mantidas em seu estado natural para mostrar como era antes da construção.



Há também um hotel bem exclusivo, montado onde era a casa da família de proprietários. O Clos Apalta Residence é membro do grupo de hotéis e restaurantes de luxo Relais & Châteaux. São apenas 4 amplas suítes, chamadas de casitas, cada uma nomeada como uma cepa cultivada na região. São todas iguais, mas decoradas em cores diferentes e sem conexão entre si. O espaço privativo possui 90m2, uma varanda e vista incomparável para os vinhedos. A área comum conta com uma piscina de borda infinita e o mesmo cenário perfeito. Os hóspedes podem fazer trilhas e passeios de bicicleta por trajetos demarcados. 



O restaurante do hotel é um dos melhores que já conhecemos. Com somente 5 mesas, cozinham “para e pelo vinho”. Durante o verão, as mesas são mantidas em um terraço coberto com vista para os vinhedos. Apenas nos dias mais frios de inverno utilizam as áreas internas. Nossa refeição foi uma incrível experiência enogastronômica. Difícil dizer o que estava mais gostoso, pois ficamos absolutamente encantados com todos os pratos. A harmonização com os vinhos da casa também foi impecável. Nem sempre é fácil conseguir reserva, mas recomendamos muito que planeje com antecedência e se dê este presente. Você vai nos agradecer pela dica, com certeza! 



Neyen

Entre as vinícolas que conhecemos, a visita à Neyen foi a mais diferenciada. Para começar, você se sentirá voltando ao passado.  A história da viña começou  em 1889, quando foram plantadas na propriedade as primeiras mudas de cabernet sauvignon trazidas da França. 

A construção da bodega foi iniciada no ano seguinte e as paredes de adobe permanecem até hoje. É onde fica o Centro de Visitantes, ponto inicial e final dos tours. Além de conhecer as instalações, ouvirá a história e conhecerá o processo produtivo utilizado. Mas o ponto alto, em nossa opinião, é a visita aos vinhedos centenários. Além da beleza das parreiras, que durante nossa visita estavam carregadas, aprenderá a diferenciar as uvas a partir das folhas de cada parreira. 



Também já apreciávamos seus vinhos, mas fomos surpreendidos com uma degustação harmonizada com chocolate meio amargo. Fechamento com chave de ouro a uma experiência sensacional! 


Viña Montes

Todo apreciador já ouviu falar nos icônicos vinhos Montes Alpha M e Purple Angel. Mas o que poucos sabem é a história visionária por trás dos rótulos. A Viña Montes foi criada há mais de 30 anos, ainda com o nome Discover Wine. Seus quatro fundadores, todos chilenos, tinham o ambicioso sonho de atingir padrões de qualidade internacional, em uma época em que a maioria dos vinhos produzidos no país era apenas mediana. Para tornar o projeto mais arrojado, queriam alcançar este objetivo sem investimentos, parcerias ou consultorias estrangeiras, como fizeram muitos concorrentes da região.

O sucesso foi imediato. O Montes Alpha tornou-se o primeiro vinho premium exportado pelo Chile. Dez anos depois, o Montes Alpha M foi considerado o primeiro super premium ou super chileno. Atualmente, a vinícola comercializa parte de sua produção para mais de 100 países. A maioria de seus vinhos recebe pontuação superior a 90 pontos em várias avaliações conceituadas e este sucesso influenciou fortemente toda a indústria vinícola chilena.

A moderna sede foi toda planejada de acordo com os princípios do Feng Shui e reúne todos os elementos básicos em seu design. Os vinhedos estão entre os mais bonitos da região e visitar a Montes durante a vendímia foi simplesmente sensacional.

São várias opções de tour e degustação, com duração aproximada de 1:30h. Você terá a oportunidade de visitar mirantes, os vinhedos e a adega principal, onde os vinhos envelhecem em barris de carvalho ao som de cantos gregorianos. Estão também disponíveis caminhadas de 6km pelos vinhedos e jardins da propriedade, assim como alguns tipos de degustação.



Próximo à portaria principal, você encontrará o belo e prestigiado restaurante Fuegos de Apalta. Em um prédio envidraçado em meio aos vinhedos, é conduzido pelo chef-celebridade argentino Francis Mallman. Foi inaugurado em 2017, tendo nos cortes argentinos seu grande diferencial. Tudo harmonizado com os ótimos vinhos da casa.


Santa Cruz

O conceito de enoturismo na Santa Cruz foge de tudo o que verá nas demais. Conversando com conhecidos antes de ir, ouvimos que era um passeio imperdível, algo como a Disney das vinícolas. Você só entenderá o que isso significa ao chegar.  

A proposta dos tours é sob medida para quem visita a região com crianças. Logo após a portaria, há um museu de carros e motos antigos e outro sobre vinhos. Desde a entrada, você avistará as belas instalações ao alto, em um plano superior ao dos vinhedos. 



Ao lado da sede principal, um teleférico conduz ao Cerro Chamán. No alto, uma vista maravilhosa e pequenos museus com informações sobre as culturas mapuche, rapa nui e aymar. O casarão com ares de fazenda abriga uma pequena exposição de artigos e rótulos antigos de vinho, que distrai os visitantes enquanto aguardam o início do tour. O restaurante Viña Santa Cruz também está entre os mais conceituados da região, oferecendo cardápios diversos e harmonizados com os vinhos da casa.



A Viña Santa Cruz oferece ainda um grande leque de atividades, entre trekkings, passeios de bicicleta, carruagem e trenzinhos. Entre as mais diferenciadas, a observação de estrelas a partir do Centro Astronômico do complexo. Com duração de 2h, você verá uma exposição de meteoritos, um vídeo sobre os conhecimentos astronômicos dos povos ancestrais que habitavam a região e poderá observar os astros a partir dos 6 telescópios disponíveis no espaço. Principalmente se for a região durante a lua nova, recomendamos a experiência. 


Uma viagem internacional sempre tem um pequeno risco no que diz respeito custos não planejados em um eventual incidente médico. Não deixe que isto prejudique seu sonho. Contrate um Seguro Viagem e vá tranquilo. Simule com a Seguros Promo seu Seguro Viagem e descubra que ele custa muito menos do que você imagina. Se tiver dúvidas de como funciona um Seguro Viagem, veja neste artigo.


Viu Manent

Nossa última dica entre as vinícolas a visitar é uma das queridinhas entre nós, brasileiros. Além de excelentes vinhos, a Viu Manent está entre as mais bonitas, em nossa opinião. Não à toa, é cenário constante de casamentos e outros eventos. 

Oferecem vários tipos de experiências, com alguns diferenciais entre si. No tour mais comum, você iniciará em uma sala com informações e fotos sobre a história da família Viu García, proprietária da vinícola. Há inclusive curiosidades sobre a inspiração e criação de seu logotipo.



Na sequência, uma charrete o levará pelos vinhedos até o local de produção. Além de uma verdadeira aula de história, muitas informações interessantes sobre o processo produtivo. Ao final, degustação de bons rótulos em uma sala especial. Outras opções incluem passeios de bicicleta ou cavalgadas pela propriedade, experiência como enólogo para preparar o próprio vinho e até minicursos sobre a bebida.

Para fechar com chave de ouro, recomendamos muito um almoço no restaurante Rayuela, comandado pelo chef Cristian Adrián. Com um cardápio baseado em carnes, pescados e acompanhamentos caseiros, está entre os melhores da região. Nosso almoço foi impecável, do início ao final. Ambiente agradável, comida excelente e um atendimento muito acima do esperado. Além disto, o espaço envidraçado tem uma vista espetacular para os vinhedos, com direito a exposição de belas esculturas. E se tiver tempo disponível, aproveite para relaxar em uma das muitas redes armadas na área próxima ao restaurante.

 


Onde ficar no Vale de Colchagua

Algumas vinícolas no vale possuem ótimas opções para estadias românticas e relaxantes. São pequenos hotéis boutiques que oferecem experiências fantásticas. Privacidade, belas vistas e atendimento diferenciado, mas afastadas da cidade e com diárias mais salgadas. 

Conhecemos e recomendamos três excelentes hotéis mais próximos ao centro. Cada um a seu estilo, são excelentes opções. Pretendemos voltar em breve e, desde já, será um grande desafio escolher onde nos hospedaremos.

Reservando seu hotel através do nosso blog no  Booking.com, você estará colaborando para manter o site atualizado e não pagará nada a mais por isso. O serviço de reserva é gratuito, não há taxas de reservas e a maioria pode ser cancelada gratuitamente.


Hotel Parronales

O pequeno e familiar Parronales possui 5 suítes confortáveis e ótimo atendimento. Charmoso e romântico, o hotel recebe principalmente casais. Felipe, o proprietário, faz questão de cuidar de tudo pessoalmente, tratando os hóspedes como amigos e ajudando a montar a programação durante a estadia no vale.


imagem  aérea do hotel parronales no valle de colchagua

Sua localização é privilegiada, perto da cidade o suficiente para caminhar, longe o bastante para sentir a tranquilidade do campo, ao som de pássaros e grilos. Os quartos são amplos e confortáveis, mas não possuem televisão. O wifi funciona bem, mas você provavelmente vai querer se desconectar do mundo. As janelas dão para as varandas e vinhedos. Ali, são produzidas aproximadamente 1.000 garrafas por ano, exclusivamente para consumo da família e seus hóspedes.


O café da manhã é outro ponto que surpreende. Servido com todo o carinho, é diverso e caseiro, com ovos preparados na hora de acordo com a solicitação de cada hóspede. Aproveite também para provar as saborosas frutas chilenas, algumas delas cultivadas na propriedade.

Nas varandas ao redor da casa, parreiras dão o toque especial, principalmente próximo a março, quando estão carregadas. Um ofurô estrategicamente posicionado no local proporciona uma experiência noturna incrível, permitindo contemplar o belo céu chileno repleto de estrelas. Reserve seu horário e será recebido com água quentinha e taças de vinho da casa. Acredite: você não vai querer sair de lá.

O pôr do sol e o amanhecer no Parronales são fantásticos. A piscina é um excelente diferencial nas tardes quentes de verão. Após um dia “exaustivo” de passeios a vinícolas, nada como um relaxamento refrescante em boa companhia. Com certeza, encontramos motivos de sobra para recomendar e querer voltar!


Posada Colchagua

A Posada Colchagua foi inaugurada há mais de 10 anos, em uma propriedade belíssima. A 10km de Santa Cruz, na Isla de Yáquil, a localização é perfeita para quem busca privacidade, silêncio e relaxamento total. O atendimento é absolutamente personalizado e encantador. 


Imagem da frente da Pousada Colchagua
Frente da Pousada

Para ter uma ideia, fomos recebidos por D. Leonor com chá e flores do seu jardim, com tanto carinho que nos sentimos da família. Ela não é apenas a proprietária, mas a alma da pousada. Sempre disponível, recebe seus hóspedes de forma tão acolhedora que torna-se amiga de todos. Diz nunca ter sido tão feliz como é ao receber amigos em sua casa e demonstra isso a todo momento.

Este mesmo carinho é percebido em cada detalhe das 10 aconchegantes suítes. As amplas acomodações contam com banheira, calefação e ar condicionado. Roupas de cama e banho são de padrão superior, fazendo a diferença em seus dias de descanso.

O café da manhã é bem completo e servido diretamente nas mesas. Wifi, estacionamento e uma piscina convidativa complementam a agradável experiência. Depois de nossa estadia, foi fácil entender porque o índice de clientes que retornam à Posada Colchagua é tão alto.


Hotel Casa de Campo

O Hotel Casa de Campo nos conquistou em todos os sentidos. Antes do check-in, passamos pela entrada e o achamos tímido, mas ao entrar fomos surpreendidos por um espaço enorme, belíssimo e muito bem estruturado


Imagem aérea do Hotel Casa de Campo
Hotel Casa de Campo

O hotel foi adquirido em 2016 pelo casal Andrea e Giancarlo, que se mudou de Santiago para o Vale de Colchagua em busca de qualidade de vida. Com dois filhos pequenos, fizeram do Casa de Campo uma extensão da própria casa. 

Deste modo, cuidam pessoalmente de cada detalhe e recebem seus hóspedes com equilíbrio perfeito entre profissionalismo e atendimento diferenciado. Ao contrário das outras duas indicações, o espaço é adequado para famílias com crianças. A proposta é manter um clima aconchegante, com muito carinho e mesas fartas. Atualmente conta com 11 suítes, com capacidade para até 30 pessoas, mas tem planos de ampliação a curto prazo. 

As acomodações são amplas, com camas enormes e confortáveis e uma vista de tirar o fôlego para as montanhas. Todas as suítes possuem varanda privativa, frigobar, ar condicionado, calefação e wifi. Os excelentes produtos de higiene foram desenvolvidos à base de uvas de vinho.


Imagem da suite do hotel casa de campo no valle de colchagua
Suite Confortável

O café da manhã é servido em uma sala com vista para um jardim interno muito bonito. O buffet encanta pela diversidade e sabor, com frutas, doces e salgados. Se der a mesma sorte que nós, ainda encontrará coelhos correndo pelos jardins ao lado da ampla sala. Quanto ao recém-inaugurado restaurante, oferece de carnes exóticas, como javali e avestruz, a sanduiches gourmet. É outra excelente opção na cidade, uma vez que fica aberto ao público também. 

Oferece várias atividades aos hóspedes, como picnics, aluguel de bicicletas, cavalgadas e tardes de cinema. Também realizam agendamentos de tours nas vinícolas e restaurantes da região.

A área externa é imensa e uma bela piscina convida a um refrescante banho nos dias de verão. Possui espaço para eventos corporativos, casamentos e outras comemorações.  Um hotel perfeito para esquecer do mundo!

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI


Onde comer

Nossas experiências gastronômicas no Valle de Colchagua foram incríveis. Recomendamos muito que faça almoços harmonizados nas vinícolas que visitar, como na Clos Apalta, Casa Silva e Viu Manent. Apesar de não termos conseguido almoçar na Montes, o restaurante Fuegos de Apalta é super recomendado e já está na nossa lista de desejos para a próxima viagem à região. Para jantar, escolha algum dos bons restaurantes de Santa Cruz. 

Casa Colchagua

Inaugurado em 2014, é comandado pela chef Giovanna e seu marido Bruno. 


Imagem da fachada do restaurante Casa Colchagua
Casa Colchagua

Após uma temporada vivendo na Itália, o casal voltou ao Chile com a intenção de oferecer a visitantes comidas típicas chilenas. A ideia inicial era atender principalmente turistas, mas nos surpreendemos com a quantidade de chilenos durante o jantar.

Buscando o local ideal, acharam a bela casa em adobe, uma das poucas a resistirem ao grande terremoto de 2010. Como benefício adicional, um amplo quintal com vista para a vinícola Laura Hartwig. Como a ideia era criar um ambiente familiar, instalaram um pequeno parquinho para crianças nos fundos. 

No cardápio do Casa Colchagua, especialidades chilenas com um toque gourmet (e influência italiana). Priorizam os sabores da terra, resgatando a culinária e os produtos regionais. Experimentamos o garron de cordeiro e estava irretocável. Entre as sobremesas, o merengue de lucuma, uma fruta chilena deliciosa, rouba a cena.

Se durante o verão a ampla varanda é convidativa, a lareira instalada na parte interna dá o tom nas noites mais frias. Há um cuidado especial em cada detalhe, como uma simpática plaquinha de boas-vindas personalizada aos clientes que façam reserva antecipadamente. Uma experiência maravilhosa e super recomendada!



Boulevard de la Viña

Localizado nas instalações da Viña la Posada, uma das mais antigas da região, este espaço inaugurado em 2010 tornou-se um espaço enograstronômico. No coração da cidade, é parada obrigatória para quem conhece Santa Cruz. Abriga atualmente 4 restaurantes, um centro de eventos e uma lojinha com artesanato e outros produtos locais.

Entre os restaurantes, especialidades espanholas, no La Posada del Asturiano, peruanas, no La Casita de Barreales e no bar Tatos Restobar, e carnes a la parrilla no Envero. Este último foi montado na antiga sala de barricas da Viña la Posada, tornando o ambiente aconchegante 



Ommi – Pedacitos de cielo em tu Boca

Uma região vinícola, rica em acompanhamentos salgados para harmonizar perfeitamente com vinhos. Mas e se bater aquela vontade tomar café com um docinho? A Ommi é um cantinho especial em Santa Cruz que oferece alguns dos doces mais saborosos que experimentamos na vida! Bolos, tortas e doces diferenciados, de dar água na boca, ficam expostos em vitrines de vidro. A única dúvida será qual escolher: são todos maravilhosos. Entre uma viña e outra, a Ommi é uma pausa perfeita para tornar seus dias no Colchagua mais doces.

Em suma, o Vale de Colchagua nos surpreendeu e conquistou. Já estamos com saudades e sonhando voltar para desfrutar dos sabores, aromas e sorrisos recebidos durante nossa visita. Apesar de termos conhecido várias vinícolas, temos consciência de que há muito a explorar na região. De acordo com a Vino Eventos, ainda faltaram algumas excelentes, ou seja, temos ótimos motivos para voltar em breve!  Se, como nós, você é um amante dos melhores vinhos Chilenos e está em busca de dias inesquecíveis em boa companhia, aceite nosso conselho: vá ao Vale de Colchagua!



Veja nossas sugestões de outras regiões para conhecer no Chile

Se enoturismo é a sua “praia”, não deixe de ver nosso post sobre o que fazer em Mendoza. Vai se encantar com as “bodegas” de nosso país vizinho.


Caso você esteja planejando sua viagem ao Chile e não encontre em nosso blog as informações que procura, recomendamos o site do Chile Travel, órgão oficial do Sernatur – Servicio Nacional de Turismo do país. Há muitas informações em português sobre o que fazer e motivos de sobra para se apaixonar.


 

PLANEJANDO SUA VIAGEM 

Planeje sua viagem através do Suas Próximas Viagens. Nossos Parceiros são os mais conceituados do mercado, oferecem serviços de qualidade e são referência em suas áreas.

Nós frequentemente usamos estes serviços em nossas viagens e recomendamos. Em muitos artigos, deixamos de mencionar diversas empresas, pois não tivemos boas experiências com elas. Nosso objetivo é ajudar você a planejar suas próximas viagens para que sejam sensacionais!

 
  • HOSPEDAGEM →  Você encontrará as melhores opções através do booking.com 
  • PASSAGEM AÉREA →  Pesquise e Compre Passagens aéreas com a Passagens Promo 
  • ALUGUEL DE CARRO →  Alugue um carro com facilidade e segurança na rentcars.com 
  • SEGURO VIAGEM → Viaje mais tranquilo e com segurança com a Seguros Promo  

Deixe um Comentário ou Sugestão