imagem da ponte da mulher em o que fazer em Buenos Aires

O que fazer em Buenos Aires

Mesmo sem falar espanhol, é fácil entender o significado do seu nome, com o qual concordamos muito. É uma cidade com bons ares, boas energias, muito verde, árvores e flores durante quase todo o ano. Conhecida também como a Cidade de muitas Paixões, há tanto o que fazer em Buenos Aires que você também ficará encantado.

Índice

Algumas dessas paixões são o tango, o futebol e a gastronomia. A típica dança é uma de suas maiores expressões artísticas, com ares sensuais e intensos. Quanto ao futebol, são tão ou mais fanáticos que os brasileiros. Boca Juniors e River Plate, times cujas torcidas representam mais de 70% da população, são a versão argentina do nosso Gre-Nal, FlaFlu ou Corinthians e Palmeiras.

Outra unanimidade entre os porteños é sua boa gastronomia. Diversificada, oferece as tradicionais parrillas, empanadas, sorvetes e doce de leite, além de especialidades de todas as partes do mundo. A vida noturna também é bastante agitada, com bares e clubes de vários estilos abertos todas as noites da semana.

Buenos Aires, ou apenas BsAs, é o primeiro destino internacional de muitos viajantes brasileiros. Proximidade, facilidade do idioma e suas muitas atrações bacanas fascinam nosso povo. Além disto, viajar para a capital argentina pode ser mais barato que passar férias em uma praia do nordeste. E, ao contrário do que você possa ter ouvido, somos muito bem tratados pelos hermanos. O turismo é importante fator de geração de renda e nós, brasileiros, representamos quase 30% dos visitantes internacionais.

Desenvolvida às margens do imenso Rio de la Plata, a cidade parece uma estância à beira mar. Na verdade, la Plata não se trata de um rio, mas de um estuário, ou o braço dos rios Paraná e Uruguai antes de desaguarem no Oceano Atlântico.

imagem desde a ponte da mulher em o que fazer em Buenos Aires
Região de Puerto Madero

Se estiver planejando uma viagem à bela capital argentina, encontrará neste post muitos motivos para que se encante antes mesmo de chegar lá. Ao escrever, nos demos conta de quantos cantinhos consideramos imperdíveis em uma primeira visita.

Influência europeia

De acordo com o censo de 2010, Buenos Aires possuía 2,89 milhões de habitantes. Os nascidos na cidade são chamados de porteños, uma vez que boa parte da população foi formada por imigrantes que chegaram através do porto. Soubemos da origem do apelido recentemente, e você, sabia?

Apesar da colonização espanhola, a Argentina recebeu também muitos ingleses, franceses, italianos e alemães. Durante o século XIX, o país incentivou a imigração de europeus pela necessidade de mão-de-obra qualificada e pela intenção de assimilar parte da cultura do velho continente.

Conhecida como Paris das Américas ou Paris do Sul, deve a fama à influência francesa em sua arquitetura. Amantes dos estilos Art Déco e Art Nouveau reconhecerão as referências em várias construções pela cidade.

imagem das contruções com arquitetura europeia em Buenos Aires
Arquitetura europeia

Seu impressionante paisagismo também foi criado por um francês. No final do século XIX, Jules Charles Thays, ou Carlos Thays, foi responsável pelas praças e calçadas de Buenos Aires. Durante sua gestão, mais de 150 mil árvores foram plantadas. Em toda a cidade são mais de 100 praças e áreas de reserva ecológica.

Imagem da Praça do Rosário em o que fazer em Buenos Aires
Rosedal

Há sempre muitos eventos acontecendo, o que justifica sua fama de capital cultural. É a cidade com maior quantidade de livrarias por habitante do mundo, 380 no total, incluindo El Ateneo – a mais bonita que conhecemos. Há também quase 300 teatros, perdendo em quantidade apenas para NY e Londres, e mais de 200 museus.


Quando ir

sempre bons motivos para visitar Buenos Aires, e a melhor época para ir dependerá do que pretende fazer e do seu estilo de viagem. A cidade tem estações bem marcadas, com encantos distintos em cada uma delas.

BsAs fica multicolorida no outono e na primavera . A estação das flores traz cores e aromas às muitas praças e árvores das alamedas, enquanto o outono tinge as folhas em tons de vermelho e alaranjados. Em ambas as estações, espere encontrar temperaturas agradáveis, céu azul e boas ofertas de hospedagem, por ser baixa temporada.

O inverno é mais rigoroso que o nosso e as baixas temperaturas despertam o lado mais elegante dos porteños. É quando você os verá caminhando pelas ruas com sobretudos de lã, chapéus e botas. Tudo muito europeu. Época ideal para namorar, curtir boas carnes e vinhos.

Já o verão é bastante abafado, com umidade e temperaturas elevadas. Por outro lado, a cidade fica mais alegre e a vida acontece ao ar livre, com eventos ocorrendo em muitas de suas praças.


Clima em Buenos Aires

O clima é temperado, com alta incidência de chuvas o ano todo. Verão é a estação em que mais chove, especialmente em março. Nos meses mais quentes, entre dezembro e fevereiro, a temperatura máxima fica próxima dos 30oC. Em função da alta umidade, a sensação térmica é ainda mais elevada. Mesmo assim, esfria à noite e você encontrará mínimas entre 15oC e 18oC. O inverno é rigoroso e, apesar de não nevar, a mínima pode se aproximar de 0oC durante a madrugada. Primavera e outono trazem temperaturas amenas, com médias na casa dos 17oC. Em qualquer época do ano, leve um agasalho, pois é provável precisar dele pela manhã e à noite.

Fonte Climate-Data.org

Como ir

voos diretos a partir das principais cidades do Brasil, através da Gol, Aerolineas Argentinas e Latam, entre outras. Buenos Aires possui dois aeroportos. O Ezeiza, ou Aeroporto Internacional Ministro Pistarini, fica a 27km do Centro. Apesar de relativamente próximo, é um trajeto de quase 2h em função do trânsito, dependendo do horário. El Palomar, mais utilizado para voos domésticos, fica a 20km do centro. Se pretende fazer escala em BsAs para outra região do país, fique atento, pois é provável que chegue por Ezeiza e siga por este.


Como se deslocar

É relativamente fácil transitar de carro alugado por BsAs, mas estacionar pode ser um desafio. O metrô, ou subte, é uma opção para turistar pela cidade, pois possui seis linhas que chegam às principais atrações. Funciona diariamente das 5h às 22h. Ônibus turísticos de dois andares tipo Hop on Hop off também transitam entre muitos pontos turísticos.

Se pretende utilizar taxi, acione aplicativos como waze em seu celular para acompanhar o melhor trajeto e tempo estimado de deslocamento. Infelizmente, até hoje alguns taxistas tentam fazer rotas “alternativas” para lucrar mais. Se for o caso, Uber e outros aplicativos funcionam super bem e podem evitar dores de cabeça.

Você também poderá usar bicicletas da Ecobici, disponíveis em vários locais pela cidade. São as mesmas magrelas laranjas patrocinadas pelo Itaú em várias capitais do Brasil, com a vantagem de ser um serviço gratuito por 1h durante dias úteis e 2h aos finais de semana. Se quiser utilizar por mais tempo, devolva a que estiver usando em um dos pontos, aguarde 5 minutos e pegue uma outra.

Link Rentcars Suas Próximas Viagens

Se considerar alugar um carro, consulte a rentcars.com Sempre a usamos pois pesquisa nas principais locadoras e apresenta as melhores opções. Permite pagar em Reais, parcelado e sem a incidência do IOF nas locações internacionais.


Viaje com segurança

Viajar com um seguro viagem é imprescindível, tanto em viagens nacionais quanto internacionais. Alguns imprevistos não mandam sinais (como crise de cálculo renal ou apendicite) ou até um escorregão em uma escadaria. Todos estamos sujeitos a isto.

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

Você pode contratar um seguro viagem nacional a partir de R$3,90/dia ou um seguro viagem internacional a partir de R$9,00/dia. São valores que não impactarão seu planejamento, mas permitirão que você viaje tranquilo.

Simule agora quanto irá custar seu Seguro Viagem e se surpreenda, pois sua segurança não irá pesar no orçamento.


Passeios em Buenos Aires

Eclética, oferece atrações para crianças, jovens e adultos, ao ar livre ou ambientes fechados, a qualquer hora do dia ou da noite. Há tanto o que fazer em Buenos Aires que você precisaria de longas férias para explorar tudo o que a cidade oferece. Como a maior parte dos visitantes fica menos de uma semana, listaremos as atrações básicas. Já estivemos várias vezes e temos consciência que ainda precisamos voltar (vamos adorar, por sinal!).

Por isto, não temos a pretensão de fazer um guia definitivo. A ideia é passar dicas essenciais para montar seu roteiro, bairro a bairro. Vale se você estiver indo pela primeira vez ou retornará após um grande intervalo de tempo. É importante planejar com antecedência, pois algumas das atrações funcionam apenas em horário comercial, enquanto outras aos finais de semana e feriados. Ah, se você conhece BsAs e acredita que esquecemos de algo importante, por favor inclua sua dica nos comentários para ajudar outros leitores 😉

Há 9 Centros de Atenção ao Turista localizados próximos a alguns dos pontos mais visitados, como Puerto Madero, Recoleta e Caminito. Nestes locais, estão à disposição mapas e guias com muitas sugestões e informações úteis para os visitantes. Enquanto algumas unidades abrem de segunda a segunda, em horário comercial, outras fecham aos finais de semana. Também achamos que não faz sentido, mas é isto mesmo. Para maiores informações sobre localização e horário de funcionamento, acesse o site oficial de turismo de Buenos Aires.

Como toda metrópole, há sempre shows, musicais, exposições temporárias e eventos esportivos que poderão ser incluídos no roteiro. Para isto, informe-se com antecedência pois, com sorte, sua visita pode coincidir com o show da sua banda preferida ou um clássico de futebol, por exemplo.


Roteiro Buenos Aires – Bairros

Centro – Bairro San Nicolas

O Centro de Buenos Aires engloba alguns bairros e muitas atrações. A maioria dos visitantes dá preferência por se hospedar na região pela facilidade de acesso e grande oferta de hotéis e restaurantes.

Em San Nicolas, a Avenida de Mayo é uma das principais da cidade. Caminhar por suas calçadas e observar a bela arquitetura dos prédios é como viajar no tempo, relembrando a fase de ouro de Buenos Aires.

Um bom exemplo é a icônica cafeteria Café Tortoni, inaugurada em 1858. Abriga até hoje objetos de decoração franceses originais e oferece shows de tango e jazz. Seus renomados churros e chocolates quentes são muito procurados durante as tardes mais frias. Carlos Gardel era cliente assíduo e tinha sempre uma mesa reservada na casa.


Plaza de Mayo e Casa Rosada

A sede do governo argentino fica na Plaza de Mayo. A praça mais antiga da cidade é palco de muitas manifestações políticas e populares. No centro, o monumento Piramide de Mayo foi erguido em homenagem ao primeiro aniversário da Revolução de Mayo, em 1811. Como curiosidade, a atual praça foi palco de touradas até meados do século XIX.

imagem do monumento pirâmide de Mayo em o que fazer em Buenos Aires
Piramide de Mayo

Mas o ponto mais fotografado da praça é mesmo a residência oficial do presidente do país, a famosa Casa Rosada. Aos sábados, domingos e feriados é possível fazer uma visita guiada, mas é necessário agendar com antecedência pelo site oficial da Casa Rosada. O edifício, construído no século 19, foi palco de muitos eventos históricos. Mais icônico entre os ocupantes da famosa casa, Evita e Perón fizeram muitos discursos a partir de suas sacadas.


Catedral Metropolitana de Buenos Aires

Ao lado, a Catedral Metropolitana atrai olhares e desperta a curiosidade dos viajantes. Principal igreja católica do país, foi erguida inicialmente em adobe, em 1593, passou por várias reformas até a arquitetura atual. Sua visitação aumentou muito a partir de 2013, com a eleição do Papa Francisco, pois esta foi sua residência anterior por 15 anos. Desde então, mantém um pequeno museu em sua homenagem. As visitas precisam ser marcadas com antecedência na secretaria e ocorrem nos dias úteis, entre 10h e 14h. A Catedral abriga ainda o mausoléu do General José de San Martín, um dos maiores heróis da história do país, líder da revolução argentina.

Atualmente, um dos maiores ídolos entre os argentinos é o Papa Francisco. Em função disto, você encontrará tours específicos para visitar lugares que fizeram parte de sua vida na cidade. Apesar da população ser majoritariamente católica, Buenos Aires possui templos de várias outras religiões, como sinagogas, mesquitas e centros budistas.


Palácios oficiais

O Palácio do Governo, uma imponente construção do século XIX, é a casa do Poder Executivo da cidade. Sua arquitetura foi inspirada na Academia Francesa e até hoje impressiona por suas linhas sofisticadas e riqueza de detalhes.

O Congresso Nacional abriga o parlamento argentino em um belo palácio, localizado em frente à Plaza del Congresso. Inaugurado em 1906, foi inspirado na arquitetura italiana. Sua cúpula, com mais de 80m de altura, é uma das maiores da cidade. Um dos escultores envolvido na obra foi o mesmo responsável pelas obras do Teatro Colón.

imagem do congresso de la Nacional argentina em Buenos Aires
Congresso de la Nacion Argentina

Obelisco

Um dos maiores cartões postais da cidade, o Obelisco fica no cruzamento de duas avenidas importantes, Nove de Julio com Corrientes. Foi inaugurado em 1936, na comemoração dos 400 anos da fundação de Buenos Aires. O monumento foi erguido na antiga localização da Igreja de São Nicolau, onde a bandeira argentina foi hasteada pela primeira vez, em 1812. Demos azar, pois o monumento estava em obras quando visitamos e não conseguimos uma boa foto.

A avenida Corrientes é o coração de BsAs, com atrações a qualquer hora do dia ou da noite. Livrarias, cinemas, teatros, restaurantes, pizzarias e casas de tango dividem as atenções de visitantes e locais.

Teatro Colón

Considerado um dos melhores do mundo em função da sua excelente acústica, oferece visitas guiadas durante o horário comercial, de segunda a sexta. É necessário agendar com antecedência através do site oficial do teatro.


Montserrat

A maior atração do bairro, sem dúvida alguma, é o Palacio Barolo. Inaugurado em 1923, tem 100m de altura e permaneceu como prédio mais alto da América do Sul por mais de uma década. Foi encomendado pelo empresário de mesmo nome e idealizado por um arquiteto italiano. Inspirada na Divina Comédia, de Dante Alighieri, a construção possui três seções distintas que representariam o inferno, o purgatório e o céu. Suas linhas lembram os belos palácios europeus, com referências de várias escolas do continente, além de influências hindus. Possui um farol rotatório em seu andar mais alto, o 22o. Sua restauração, realizada há poucos anos, foi patrocinada pelo governo como parte das comemorações do bicentenário do país.


San Telmo

O bairro de San Telmo é conhecido por suas esculturas de personagens de estórias em quadrinhos argentinos. Mais famosa entre os turistas brasileiros, a escultura de Mafalda sentada em um dos bancos é a que atrai a maior quantidade de visitantes.

Outra atração do bairro são os inúmeros antiquários localizados na rua Defensa. Especialmente para amantes de artigos de estilo retrô, a Praça Dorrego recebe a famosa feira de antiguidades e artesanato aos domingos.


La Boca

Pedacinho mais conhecido de La Boca, a grande fama de Caminito é inversamente proporcional a seu tamanho. Com apenas 150m, esta via de paralelepípedos cheia de casas coloridas é outro ponto muito procurado por turistas. Alegre e movimentada, está sempre ocupada por artistas de ruas, como pintores e dançarinos de tango. Há pequenos stands vendendo pinturas de paisagens, caricaturas, artesanato e souvenirs.

Antigamente, seus cortiços eram ocupados principalmente por imigrantes italianos. As fachadas das casas eram pintadas com sobras de tintas de barcos, pois seus moradores não tinham dinheiro para comprar outras.


Bem próximo dali fica o icônico estádio de futebol La Bombonera. Se você é fã do esporte, temos certeza que vai se emocionar ao conhecer a casa do time mais amado entre os argentinos, o Boca Juniors.

O nome oficial é Estadio Alberto J. Armando, mas ficou conhecido como La Bombonera por seu formato retangular, semelhante a uma caixa de bombons. O apelido ficou tão forte que esta é a referência à arena mesmo no site oficial do clube. Inaugurado em 1940, tem capacidade total para quase 50.000 pessoas. A poucos metros do Caminito, oferece visitas guiadas com acesso às arquibancadas nos dias em que não ocorrem jogos.

Há um passeio bem legal que você pode contratar para visitar o Museu do Boca, até mesmo pisar no campo e visitar os vestiários. INGRESSOS


Puerto Madero

Outro local que adoramos visitar na cidade, Puerto Madero passou por uma grande revitalização e ganhou ares contemporâneos. O porto inaugurado no final do século XIX foi desativado por não comportar os cargueiros cada vez maiores, permanecendo quase abandonado por muitos anos. Atualmente, os antigos armazéns abandonados às margens do Rio de la Plata deram lugar a modernos escritórios, lojas e restaurantes badalados. Especialmente no verão, você se sentirá como em um calçadão à beira mar.

A Puente de la Mujer, ponte giratória para pedestres suspensa sobre o rio, possui mecanismo de giro que permite o trânsito de embarcações à vela. A imensa estrutura branca destacada às margens do rio é uma obra criada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava. Inspirada em um casal dançando tango, seu mastro simboliza o homem e a silhueta curva a mulher.

Além de um luxuoso Casino flutuante aberto ininterruptamente, você encontrará em Puerto Madero dois dos muitos museus da cidade. O mais conhecido é o Fragata A.R.A. Sarmiento, um antigo navio da Escola Naval Militar transformado em museu flutuante.

Imagem do museu flutuante no Puerto Madero
Museu Flutuante Fragata Sarmiento

O outro é a Coleção de Arte Amalia Lacroze Fortabat, acervo particular aberto ao público que ocupa um moderno prédio. Com mais de 200 obras, foi inaugurada em 2008 e inclui obras de alguns mestres internacionais como Dalí, Rodin e até um retrato da proprietária executado por Andy Warhol. Renomados artistas argentinos também estão bem representados.  Um dos destaques é a área com objetos antigos da Grécia e Egito.


Recoleta

Cemitério da Recoleta

O bairro ficou mais conhecido por abrigar o cemitério de mesmo nome, o primeiro inaugurado na cidade, em 1822. Já estivemos na região várias vezes, mas nunca sentimos vontade de entrar. Ao contrário de nós, há sempre muitos turistas transitando entre os mausoléus, adornados com esculturas em mármore que são verdadeiras obras de arte. Muitos túmulos são tombados como monumentos históricos e o que atrai mais curiosidade é da família Duarte, onde foi enterrada Evita Perón.

imagem da entrada do Cemitério da Recoleta em Buenos Aires
Cemitério da Recoleta

Na praça em frente, vários artistas de rua, casais a caráter dançando tango e uma das figueiras mais bonitas que já vimos. Caso você tenha interesse em conhecer, há visitas guiadas gratuitas que devem ser marcadas antecipadamente pelo site oficial de turismo. De quinta a domingo, às 11h e às 14h ou 15h.

À frente da praça do Cemitério, há árvores centenárias que também foram declaradas patrimônio histórico.

imagem da arvore em formato de escultura em o que fazer em buenos aires


Floralis Generica

Concorrendo a ponto mais fotografado da cidade, a impressionante escultura metálica em forma de flor foi inaugurada em 2002. Com mais de 20m de altura, é feita em aço inoxidável e alumínio, pesando mais de 18 toneladas. Possui engrenagens que permitem que a flor se abra durante o dia e feche à noite. Pouco após sua inauguração, seu mecanismo foi danificado durante uma forte tempestade e recuperado apenas em 2015.


A escultura fica na Plaza de las Naciones Unidas, ao lado do prédio da Faculdade de Direito. Inaugurado em 1821, chama a atenção pelas imensas colunas. Além das salas de aula, possui um museu, uma galeria de arte e uma biblioteca especializada em livros sobre direito. Em suas escadarias, muitos grupos de universitários e, dependendo do horário, um cheiro característico de erva queimada.

Imagem da Faculdade de Direito em Buenos Aires
Faculdade de Direito

El Ateneo Grand Splendid

El Ateneo é a livraria mais bonita que conhecemos, e não estamos sozinhos nesta opinião. Tanto o The Guardian quanto a National Geographic também a elegeram como mais bela do mundo. Instalada no espaço do antigo Teatro Grand Splendid, construído no início do século passado. O palco que recebeu muitos shows famosos, até de Carlos Gardel, atualmente funciona como um charmoso café, ao som de piano ao vivo.  Sendo assim, achamos que seria uma heresia ir a Buenos Aires e não conhecer o belo espaço. Impossível não se impressionar e querer passar horas explorando suas prateleiras, repletas de livros e filmes.


Palermo

Maior bairro da cidade, é o atual queridinho de argentinos e turistas. Palermo é um bairro agradável e arborizado, com ótimos restaurantes, lojas descoladas, galerias de arte e arte de rua.

Seu distrito mais moderninho é Palermo Soho, cujo nome se deve à semelhança com as áreas homônimas de NY e Londres.  É onde as tendências de moda e decoração geralmente nascem no país. Seus hotéis boutique e restaurantes gourmet seguem o estilo casual-chic da região.

Fomos a Buenos Aires pela última vez em março de 2019. Para nossa surpresa, almoçamos em um charmoso restaurante italiano que, mesmo no horário de pico, mantinha a porta principal trancada por medo de assaltos. Algo que nunca havíamos presenciado em cidade alguma e nos surpreendeu negativamente. Nossa vontade de flanar pela Paris do Sul diminuiu consideravelmente após esta experiência.


Parque 3 de Febrero / Bosques de Palermo

Entre as avenidas Del Libertador e Sarmiento, é o maior parque e uma das áreas mais bonitas de Buenos Aires. Também conhecido como Bosques de Palermo, lembra o Parque do Ibirapuera, de São Paulo. Em dias ensolarados, você encontrará centenas de pessoas praticando corrida, passeando de patins, skate ou bicicleta, fazendo picnic ou apenas descansando ao ar livre.

É onde estão alguns dos tesouros de Buenos Aires. O Rosedal de Palermo possui mais de 18.000 rosas e é rodeado por um belo lago.  Lindo na primavera, é também muito visitado em julho, quando é realizada a poda e os visitantes são presenteados com flores colhidas na hora.

Para chegar até ele, cruzará a ponte grega, que passa sobre o lago que circunda o parque. Palco de ensaios fotográficos e um dos cantinhos mais instagramáveis da cidade, requer paciência para driblar os demais visitantes e conseguir boas fotos. Nós mesmos ficamos presos por alguns minutos, enquanto outro grupo produzia um vídeo no belo cenário.


Jardim Japonês

Apesar de ficar dentro dos Bosques de Palermo, na verdade o Jardim Japonês fica no bairro da Recoleta. Um dos lugares mais calmos de Buenos Aires, é outra de nossas paixões na cidade. Inaugurado em 1967, foi idealizado para homenagear os imperadores do Japão, Akihito e sua esposa Michiko, que visitaram a cidade naquela época.

Gostou das dicas? Deixe seu e-mail e seja o primeiro a saber das atualizações e novos destinos do Suas Próximas Viagens. INSCREVA-SE AQUI

O espaço vai transportar você à ambientação zen dos parques nipônicos. Com alguns elementos bem típicos, possui pontes e estruturas pintadas em vermelho, plantas típicas e muito verde. O lago de carpas é uma atração à parte e você pode alimentá-las com comidas comercializadas no local.

Eventos temporários são comuns neste parque. Em uma de nossas visitas, presenciamos um divertido encontro de Cosplay. Possui ainda um centro cultural com venda de artesanatos e bonsais, e que promove cursos sobre diversos temas ligados a hábitos e costumes japoneses. Entre eles, origami, karate, ikebana, reiki e muitos outros. Um restaurante de especialidades japonesas bem avaliado também faz parte do pequeno complexo.


Planetário Galileo Galilei

O planetário da cidade promove eventos ligados à ciência e astronomia. Foi reaberto em 2017, em comemoração a seu 50º aniversário, com muitas atrações novas. Entre as novidades, sala de projeção semi-esférica com tela de 20m e resolução 8k, simuladores e experiências em 4D. Um robô que responde a perguntas dos visitantes, carinhosamente apelidado de Galibot, faz a alegria dos pequenos. É semelhante ao desenvolvido pela Nasa.

Zoo de Luján

Polêmico, este zoológico é a atração “ame ou odeie” de Buenos Aires. Adoramos animais e nunca visitamos, mas achamos importante registrar as informações para que você faça sua própria escolha. É muito frequentado por brasileiros e há opiniões contraditórias, então reuniremos o obtido em pesquisas, tentando nos manter isentos. 

Este antigo zoológico fica a 1h de carro ou quase 2h de ônibus do centro de Buenos Aires. Logo na entrada, é possível comprar alimentos para dar a alguns dos animais. Semelhante a um sítio, há espécies como gansos e lhamas transitando soltas, calmamente entre os visitantes. Em cercados amplos, coelhos, cavalos, ovelhas e outros animais domésticos se aproximam para serem alimentados. Há também dromedários, flamingos e zebras. As crianças podem fazer um pequeno e rápido passeio em um pônei.

Porém, as grandes atrações, e que geram filas enormes durante a alta temporada, são animais selvagens como elefantes, tigres e leões. A oportunidade de interagir e tirar fotos com os grandes mamíferos é o principal atrativo do local.

Por outro lado, é fácil entender o porquê de muitas pessoas serem contrárias a este tipo de atração. Os animais selvagens em cativeiro muitas vezes parecem dopados para permitir a interação com visitantes. Funcionários alegam que estão domesticados, acostumados ao contato com humanos. Mas a opinião de quem já visitou o local é que os belos animais permanecem apáticos, como se estivessem deprimidos.

Muitos visitam, gostam e recomendam. Se incluir em seu roteiro, conte pra gente nos comentários o que achou.

Passeios de Barco

Caso tenha um dia sobrando pela cidade, uma excelente pedida é fazer algum passeio de barco. O mais tradicional é conhecer a cidade de Tigre, em um barco que sai de Puerto Madero. A apenas 30km da capital, o ponto alto do passeio fica por conta da navegação pelo Delta do Tigre, formado pelos rios Tigre e Luján, e as ilhas da região. Às margens do rio, casas e restaurantes sofisticados em construções que merecem ser fotografadas.

A outra, que adoramos e recomendamos muito, é conhecer Colonia del Sacramento, no Uruguai. Dá para fazer um bate e volta de barco rápido, em um trajeto de apenas 1h. Exploramos a cidade de scooter em um dia quente de verão e foi uma delícia. Visitar a cidade, colonizada por portugueses, é como voltar no tempo, com construções antigas bem conservadas e ruas em pedra. O farol é o ponto mais concorrido da cidade. Dá perfeitamente para sair cedo de balsa, conhecer o básico e voltar a Buenos Aires no final da tarde. Como ainda não fizemos um post exclusivo para a cidade, sugerimos que veja o post super completo de Colonia del Sacramento feito pela Débora, do Foco no Mundo.

Contrate o passeio com antecedência para garantir seu lugar: INGRESSO


Tango em Buenos Aires

Como mencionamos, o tango é uma das expressões artísticas mais características da Argentina. Vibrante, dramática, elegante e muito sensual, a dança escandalizou a alta sociedade do país no início do século passado. Assim como ocorreu com vários outros estilos, desenvolveu-se inicialmente entre a população menos favorecida, ganhando os salões mais nobres apenas a partir de 1920.

O instrumento utilizado nas músicas até hoje é o bandoneón, que chegou às terras argentinas com os imigrantes alemães poucas décadas antes. O gênero foi criado pela combinação de vários estilos musicais trazidos pelos imigrantes europeus e cubanos no final do século XIX. Inicialmente, surgiu como forma de entreter os clientes das muitas casas de prostituição existentes na cidade. Com letras picantes e dança sensual, assustava os mais recatados.

O ritmo e a dança se popularizaram na Europa. Na Argentina, só ganhou espaço entre os mais privilegiados após a mudança nas letras e aprovação do Papa Pio X. No início do século passado, atingiu sua época áurea com o sucesso de seu maior intérprete, Carlos Gardel.

Foi retratado em cenas marcantes de vários filmes, entre eles Perfume de Mulher, Sr. e Sra. Smith e True Lies. Suas músicas mais famosas são Por una cabeza, El dia que me quieras, La Cumparsita e Mi Buenos Aires querido.

Recomendamos muito que vá a um bom show de tango em sua visita a Buenos Aires. Há diversas casas por toda a cidade, oferecendo de shows mais simples a produções dignas de Hollywood. Alguns incluem jantares e até aulas de dança. Ainda que não seja fã do estilo, você não se arrependerá de conhecer ao menos uma das muitas boas casas da cidade.

Caso goste do estilo, recomendamos conhecer também as milongas. Apesar de ser um gênero musical distinto, de origem espanhola, é semelhante ao tango. Com salões espalhados por toda a cidade, estão para os porteños como as casas de show estão para os turistas. É nas milongas que os argentinos dançam, e em algumas rolam até algumas aulas antes. De ambientes pequenos e com pouca iluminação a quadras de esportes ao ar livre e salões luxuosos, é possível encontrar muitas opções pela cidade, todas as noites da semana.


Señor Tango

Em nossa opinião, o show da casa é a expressão máxima do tango atual, com uma superprodução digna dos espetáculos da Broadway. Performances, acústica e iluminação simplesmente perfeitas.

Fernando Soler é um velho conhecido dos brasileiros, pois já fez vários shows em nosso país. Fã do Brasil, pretende morar aqui depois de se aposentar, mas esperamos que ainda demore muito.

Super premiado, Soler começou a carreira cedo e excursionou por toda a América do Sul. Países como Japão, Canadá, Holanda, Alemanha e Polônia também já receberam seus shows.

As instalações do Señor Tango, com 4.000m2, possuem três níveis e comporta até 1.500 pessoas sentadas. Inaugurada em 1996, a casa é conhecida como Catedral do Tango e expõe fotos de Soler e sua simpática esposa, Soledad, com celebridades de todo o mundo.

Imagem cedida por Señor Tango

O show é simplesmente fascinante. Casais de dançarinos com ótima química revezam-se no palco, enquanto cantores apresentam interpretações inesquecíveis. Entretanto, o ponto alto do show é o próprio Fernando Soler. Pudemos constatar o merecimento de cada um de seus muitos prêmios ao longo da carreira.

As performances de tirar o fôlego são capazes de despertar a paixão pelo gênero, mesmo a quem não seja amante de shows musicais. O final é emocionante! Não daremos spoilers, mas acredite: é de aplaudir em pé e pedir bis.

Você poderá optar por incluir o jantar ou apenas assistir o show. Caso necessite, há serviço de traslado ida e volta a partir do seu hotel. Em nosso caso, uma van nos levou junto a muitos outros casais de brasileiros. Em nossas conversas, vários deles comentaram assistir ao show todas as vezes que vão à cidade. Nós estávamos de carro em Buenos Aires, mas foi excelente tomar um ótimo vinho argentino sem nos preocuparmos com a volta ao hotel.

Por ser um dos mais famosos e concorridos shows da cidade, é recomendável contratar os Ingressos com antecedência.

Encerramento do Show – Imagem cedida por Señor Tango

Compras em Buenos Aires

A Calle Florida é o principal corredor comercial para comprar roupas de couro e acessórios. Uma das ruas mais antigas da cidade, é de deixar qualquer mulher enlouquecida pela qualidade e diversidade de modelos. Desde 1971 só é permitido o acesso de pedestres. Há várias galerias ao longo de sua extensão.

Mais famosa entre elas, as Galerías Pacífico possuem mais de 150 marcas e grifes de luxo. Sua arquitetura foi inspirada nas Galleries Lafayette, de Paris. Visite mesmo que não tenha intenção de fazer compras, apenas para admirar as vitrines e sua bela arquitetura. Aproveite para tomar um cafecito (cafezinho) ou um helado (sorvete).

Cada bairro possui uma concentração maior de certos produtos. Como exemplos, em San Telmo ficam os antiquários e na Av. Corrientes estão concentradas as livrarias.  Há ainda muitos shopping centers e outlets, espalhados por vários bairros da cidade.


O que e onde comer em Buenos Aires

A gastronomia é um dos grandes atrativos da cidade. Você encontrará mais de 1.000 restaurantes, de todas as especialidades, estilos e preços.  Se, como nós, você não resiste à deliciosa dobradinha de parrillas e malbecs, voltará da viagem absolutamente encantado. E é muito provável que com alguns quilos a mais.

Vida dura 😀

É vegetariano, prefere massas ou comida asiática? Sem problemas, há inúmeras boas opções também. Além disto, as pizzas da cidade são tão famosas quanto as de São Paulo. Sem contar as empanadas, um pastel assado incrível com vários recheios, sendo de carne o mais tradicional.

Para arrematar, churros, dulce de leche e sorvetes. Os helados ocupam lugar de destaque e há várias casas especializadas imperdíveis. Para degustar e trazer de lembrança, encontrará lojas dos tradicionais alfajores por toda a cidade. Charmosas cafeterias também ocupam papel de destaque entre as muitas opções.

Em nossa última visita, nos decepcionamos ao constatar que alguns de nossos restaurantes prediletos em Puerto Madero fecharam as portas. Além de boa comida e ótimo serviço a preços justos, nos encantávamos com a vista para o rio. O concorrido Cabaña las Lilas, porém, continua como uma excelente opção, mas com valores nada convidativos. Bastante movimentado, o restaurante foi inaugurado há mais de 20 anos, através da associação do grupo brasileiro Rubaiyat com produtores argentinos. A parceria perfeita, com carnes, empanadas e vinhos no melhor estilo argentino, mas com atendimento e pão de queijo tipicamente brasileiros.

Uma opção com bom custo-benefício e a mesma vista encantadora é o Bahía Madero. No local desde 1995, foi um dos primeiros a ocupar a região. Especializado em carnes e massas, tem cardápio variado, bom atendimento e preços mais atrativos que seu vizinho mais famoso.

Sobremesa no Bahía Madero

Além de boas dicas, esperamos ter conseguido expressar um pouco de nossa admiração pela capital argentina. Como nossa lista de lugares a conhecer ainda é bem extensa, evitamos repetir destinos, mas esta é uma das cidades para onde retornamos felizes, sempre que podemos. Resumindo, achamos Buenos Aires cosmopolita, vibrante e diversificada. Uma Cidade de muitas Paixões que deixa seus visitantes apaixonados.

Onde ficar em Buenos Aires

Fizemos um post dedicado a recomendações de onde se hospedar na cidade. De antemão, nossa sugestão fica para a região de Puerto Madero, onde há diversas boas opções, para todos os bolsos e fica próximo de uma região segura para se caminhar a noite e visitar bons restaurantes.

Foi nossa opção nas diversas vezes que visitamos a capital de los hermanos. Adoramos encerrar a noite com um bom jantar com vinho e voltar caminhando para o hotel.

imagem de puerto madero em buenos aires à noite
Puerto Madero à noite

Reservando seu hotel através do nosso blog no  Booking.com, você estará colaborando para manter o site atualizado e não pagará nada a mais por isso. O serviço de reserva é gratuito, não há taxas de reservas e a maioria pode ser cancelada gratuitamente.

Booking.com

Atrações em Buenos Aires

Nosso parceiro de passeios e atrações tem diversas opções na cidade que valem a pena serem visitadas. Se for viajar em alta temporada, é bom que contrate os ingressos com antecedência para garantir sua diversão.


Esticando sua viagem à Argentina

Se tiver a oportunidade de ficar mais uns dias em viagem pelo país, sugerimos que conheça outros 3 destinos imperdíveis:

Mendoza – Região dos melhores vinhos argentinos

El Calafate – Explendor da natureza no Glaciar Perito Moreno

Ushuaia – Terra do fim do Mundo


 PLANEJANDO SUA VIAGEM 


Planeje sua viagem através do Suas Próximas Viagens. Nossos Parceiros são os mais conceituados do mercado, oferecem serviços de qualidade e são referência em suas áreas.

Nós frequentemente usamos estes serviços em nossas viagens e recomendamos. Em muitos artigos, deixamos de mencionar diversas empresas, pois não tivemos boas experiências com elas. Nosso objetivo é ajudar você a planejar suas próximas viagens para que sejam sensacionais!

 
  • HOSPEDAGEM →  Você encontrará as melhores opções através do booking.com 
  • PASSAGEM AÉREA →  Pesquise e Compre Passagens aéreas com a Kayak 
  • ALUGUEL DE CARRO →  Alugue um carro com facilidade e segurança na rentcars.com 
  • SEGURO VIAGEM → Viaje mais tranquilo e com segurança contratando Seguro Viagem  

Deixe um Comentário ou Sugestão